- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 18 de março de 2015

ANIMAIS NO MUNDO ESPIRITUAL

P - Qual a visão de vocês sobre o que está acontecendo nos Estados Unidos onde há uma caça aos pitbulls, rotweilers e dobermanns, que estão sendo mortos pela polícia, chegando ao absurdo de as pessoas terem de fugir da cidade para salvar seus cães, pois dos 380 capturados, 260 já foram executados. Como os espíritos recebem esses cães agressivos do outro lado, ou seja, essa agressividade continuaria em sua índole?
R - É com pesar que recebemos essa notícia, pois é sabido que os animais, por serrem individualidades, não podem ser categorizados como generalidade. Um cão agressivo não é indicativo de que todos daquela raça também o são. Há rotweilers que são usados em tratamentos de crianças enfermas. Os dobermanns são outros injustiçados, que, por causa da fama de agressivos, são tidos como tal e como dissemos, não dá para generalizar. Eu mesmo tive um cão da raça dobermann que era tão manso que as crianças abusavam de sua paciência e ele nunca demonstrou qualquer rancor ou sinais mínimos de agressividade. Os cães da raça pitbull que conheço e que são agressivos foram treinados para se comportarem assim, isto é, eles não se comportam desse modo naturalmente. Contudo, a anatomia desses cães apresenta características de muita robustez e força física que poderia ser maior do que a de um homem. A mordida de um pitbull é comparável à de um tubarão. Há mais pinchers agressivos que pitulls, mas por serem pequenos são facilmente dominados, enquanto um pitbull não. Acredito que por terem a fama de agressivos as pessoas os temam e por terem esses atributos de robustez anatômica creem que eles poderiam causar grandes ferimentos em pessoas atacadas por algum desses que, por algum motivo, possam se enfurecer. Conheço vários animais mansos que de repente tornam-se agressivos e esses animais não estão isentos de mudanças de humor. Até mesmo nós temos estes reveses, com a diferença de que não somos abatidos quando isso acontece. Exterminá-los deste modo é uma arbitrariedade.
            Um animal agressivo o é por influência do corpo físico, mais do que por seu espírito. Prova disso é o fato de os animais tornarem-se mansos após serem castrados, pois não há mais a produção de hormônios sexuais. Animais do sexo masculino com alta produção de testosterona são mais agressivos. Por isso, ao chegarem ao Plano espiritual são tratados do mesmo modo que outro animal não agressivo, pois não podem ser responsáveis por sua conduta. Eles, do mesmo modo que nós, como espíritos em aprendizado, estão aprendendo a conter seu comportamento e a controlar as vontades do corpo.

Fonte: A ESPIRITUALIDADE DOS ANIMAIS – Marcel Benedeti
imagem: google

3 comentários:

Go Artes disse...

Concordo plenamente com o texto, querida Denise.
Eles precisam de carinho e amor. Minha filha teve um pitbull e ele era um doce.
Abraço fraterno e xerocas carinhosas.
Go

Élys disse...

É lamentável que assim venham agindo com os cães. Muito triste...
Beijos
Élys.

tesco disse...

É o velho pensamento errôneo dos humanos:
Morreu, acabou-se!
Quando, na verdade, o que se acaba é apenas
uma carcaça física.
A vida prossegue com todos os seus problemas
intactos. O que a morte faz é somente
adiar
as soluções.
"When will they ever learn?"(Pete Seeger)
Quando aprenderão?
Beijos.