- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


terça-feira, 14 de abril de 2015

ALFABETIZAÇÃO ESPIRITUAL: UMA OBRIGAÇÃO DE TODOS NÓS I

                A vida moderna nos impõe inúmeras obrigações e deveres. Grosso modo, uma existência bem aproveitada implica em administrar com proficiência problemas e dificuldades de toda sorte. Jesus – nosso modelo e guia – e outros expoentes da espiritualidade convivem com labores altamente complexos e desafiadores. Se o Pai Celestial trabalha, como asseverou o Mestre outrora, “eu trabalho também” (João 5:17), deixando entrever a pesada carga de responsabilidades advindas da sua sublime missão de educador dos corações humanos. Portanto, não podemos, então, de nossa parte, esperar algo substancialmente diferente. À medida que evoluímos mais deveres abraçamos. Uma força incoercível nos compele a dar, entregar e a compartilhar mais de nós mesmos. Passamos a perceber, enfim, que somos muito menos que uma gota – e estou sendo generoso – do oceano.
                No entanto, dada a nossa precariedade cognitiva e considerando as paisagens de sofrimento e destruição que, infelizmente ainda, caracterizam a Terra, temos a obrigação individual de nos autoiluminarmos para transformá-la uma das belas moradas da casa do Pai. E tal desiderato não pode ser atingido sem o esforço pessoal de nos alfabetizarmos espiritualmente. Dito de outra maneira, a criatura humana necessita urgentemente educar a sua própria alma. São raros aqueles que, concomitantemente às exigências da vida moderna – onde sempre predominam as coisas de natureza material -, dão também atenção aos assuntos de origem transcendental. Aliás, se tivéssemos a curiosidade de averiguar quanto do nosso tempo é despendido em coisas ligadas à matéria ou de importância duvidosa, ficaríamos estarrecidos.
                De maneira similar, necessitamos dar mais atenção à educação do espírito. Nós necessitamos aprender a desenvolver uma profunda liberdade interior e consciência para nos tornarmos mais alertas espiritualmente. A capacidade para espiritualidade está presente em todos os seres humanos, mas necessita ser ativada e realizada. Isso significa que tem de ser ensinada de algum modo, e isso requer novos enfoques para a educação espiritual.

Anselmo Ferreira Vasconcelos

Fonte: Jornal Espiritismo Estudado – setembro/2014
imagem: google

Um comentário:

tesco disse...

Agora me dei conta de que, se estou num planeta
onde grande parte dos habitantes ainda nem
percebe que existe uma dimensão espiritual
(não é missão, eu sei),
é que estou atrasado pra caramba!
Preciso aulas de reforço!
Beijos.