- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sábado, 7 de janeiro de 2017

ESTÍMULOS INDIRETOS I

                Enfrenta o vírus da má vontade mediante a ação positiva, sem consideração maior pelos fatores perturbantes daqueles que se encontram contaminados.
                Arrosta, jovialmente, as consequências da tua decisão feliz de servir ao bem, não concedendo entrevistas, nem justificações da tua atividade aos ociosos e sempre conflitados.
                Imprime tranquilidade nas tuas tarefas, embora soprem os ventos da dissensão em tua volta.
                Cerra os ouvidos à maledicência contumaz dos frívolos, que a utilizam por despeito e inveja dos que promovem a atividade dignificadora.
                Há sempre quem esteja contra.
                Inclusive, defrontarás pelo caminho aqueles que estão contra eles mesmos.
                Não lhes dês tento.
                Os insensatos, que sempre se fazem presença perniciosa, fáceis instrumentos da bajulação ou da guerrilha de bastidores, estão enfermos e insistem por ignorá-lo.
                Propõe-te ao prosseguimento da tua transformação moral.
                Ninguém prejudica outrem, se este não se detiver na faixa da sintonia perversa.
                Todo aquele que promove o desequilíbrio, estimulando a luta inglória, acumula nimbos tempestuosos sobre a própria cabeça, prenunciando desastres para depois.
                Tem a coragem de estar com eles; não te infestando, porém, das suas mazelas.
                Por todos os meios supre-te de valor, para que não te desanimes no contato constante com tais companheiros porta-vozes do infortúnio e da irresponsabilidade.
                A tua é a tarefa de espalhar esperanças e valores de paz.

(continua) 


Fonte: ALERTA – Divaldo Pereira Franco/Joanna de Ângelis
imagem: google

Nenhum comentário: