- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sábado, 30 de junho de 2012

ANIMAIS E ESPIRITUALIDADE

P: Como é possível a presença de animais no umbral, partindo do princípio de que a lei de causa e efeito não é tão rígida com eles?
R: A lei de causa e efeito é universal, portanto os animais estão sujeitos a ela também. No entanto esta lei visa, no caso dos animais, a um meio de aprenderem com os erros e acertos. Ela age para eles de modo mais imediato e está mais relacionada ao aprendizado de conceitos básicos de sobrevivência e não como meio de resgatar dívidas morais (como acontece conosco). Os animais não criam dívidas cármicas que necessitem ser quitadas para evoluírem. Como a evolução deles baseia-se em aprendizado constante, algumas vezes são capturados por seres trevosos e levados ao umbral com finalidades equivocadas. É permitido que alguns deles tenham contato com as energias densas das regiões umbralinas, mas são em geral resgatados rapidamente. Como seres espirituais, ao serem capturados e tidos no umbral, eles não sofrem como se estivem encarnados, mas adquirem o aprendizado de que necessitam com esta experiência nestas regiões de baixas vibrações. Existem seres espirituais ao nível de animais que vivem no umbral. Não foram capturados nem subjugados por alguma entidade. Estão naquele ambiente como meio de mantê-lo livre do excesso de energias perniciosas as quais absorvem e as transformam em energias mais leves e menos perigosas. Assim auxiliam sem que estejam sofrendo. Tudo é aprendizado.
É importante salientar que nem sempre os seres que se apresentam em forma de animais são verdadeiramente animais. Podem ser seres humanos decaídos vibracionalmente que adquirem este aspecto, que lembra o de animal. Há pessoas (Espíritos desencarnados) que se tornam amarguradas e rancorosas e adquirem aspecto de equinos, caninos, caprinos, símios e outros tantos, sem serem na verdade animais propriamente ditos. Estas aparências são como máscaras que usam para atestar sua decadência moral e vibratória.

Os cães são auxiliares preciosos nas regiões escuras do umbral.” (André Luiz - Nosso Lar)

Marcel Benedeti – Site Comunidade Espírita


x_3c9af6bf

7 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Denise
Os animais são nossos amigos e sentem tudo o que nos passa...
Tive um que ficou ao meu ladinho numa virose num Natal... aos pés da cama...
Seja abençoada e feliz!!!
Bjs de paz

Misturação - Ana Karla disse...

Oi Denise.
Me interessei pelo assunto
Deixe-me ver se entendi: algumas pessoas desencarnadas, por serem rancorosas demais, podem encarnar como animais?
Xeros pra você.

COLHENDO FLORES ENTRE ESPINHOS disse...

te desejo um domingo radiante!
bjs
juliana

Elaine Figueira disse...

Adorei. Eu sempre pensei. Será que os animais tem carma? Gostei da ideia, do esclarecimento. Acredito sim que é por ai.

Abraços e bom domingo

Verinha disse...

Ótimo texto,muito edificante.A BRAÇOS DE LUZ.

Josy disse...

Muito interessante esse texto Denise, sempre fiquei curiosa a respeito da reencarnação dos animais e o por que tem alguns que sofrem tanto pois sou apaixonada por animais e não entendo, não me conformo e não aceito por que tantos sofrem, e as vezes nas mãos de pessoas tão más que não entendem o quanto eles podem nos ensinar. Gostei muito. E não conhecia essa informação sobre eles. Obrigada por compartilhar. Bjos excelente domingo

Demicel disse...

Gostei de tudo Denise, muito esclarecedor.