- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sábado, 24 de novembro de 2012

O RECONHECIMENTO DO AMAR AO PRÓXIMO NA ADOLESCÊNCIA III


Os grandes ideais da humanidade encontraram nos jovens o seu campo de desenvolvimento e de liderança, quando inspirados por homens e mulheres de pensamento e de ação, mas que não podiam conduzir as propostas como se faziam necessárias. Nos jovens, esses ideais floresceram e deram frutos sazonados que passaram para a posteridade como fenômenos transformadores e relevantes, que abriram as portas para o progresso e para o surgimento de novas condutas.
A revolução hyppie, como reação às calamitosas guerras e à hipocrisia vitoriana, proporcionaram à sociedade uma visão mais correta da realidade, das necessidades juvenis, dos seus direitos, das suas imensas possibilidades de realização e de crescimento.
É certo que houve excessos, alguns dos quais ainda não foram corrigidos. Mas é natural que isso aconteça, porquanto toda grande transformação social gera conflitos e danos nos momentos das mudanças, por causa do exagero dos imprevidentes e precipitados. O tempo, no entanto, se encarrega de proporcionar soluções compatíveis, que ensejam novos desafios e novas conquistas.
A conquista do amor, pelo adolescente, nele desenvolve o comportamento altruístico, no qual se destacam a empatia, o sentimento de compartilhar a preocupação e o problema do seu próximo, sem que isso propicie conflito. Ao mesmo tempo, desde o período infantil, o surgimento do autocontrole torna-se indispensável para o êxito do amor, a fim de que os excessos na solidariedade não se tornem comprometedores.
É necessário saber preservar-se, de forma que possa continuar com os valores aceitos sem o desgaste das decepções e choques que ocorrem no inter-relacionamento pessoal, particularmente na área da afetividade. A autoestima sabe selecionar o que fazer, como fazer e quando realizá-lo, de forma que o adolescente possa continuar com o entusiasmo que experimenta, quando ama, sem o exagero da paixão sem orientação, ou a frieza da indiferença que resultaria na morte do amor.
A auto-conscientização que se vem desenvolvendo desde a infância, nesse comenos, torna-se mais importante, propondo a valorização dos atributos morais, espirituais e culturais que devem ser preservados, enquanto os outros que transitam passam a receber a consideração normal, sem o apego que escraviza nem o desprezo que desnorteia.
É evidente que esse processo continuará por toda a vida, já que as etapas da consciência se desdobram paulatinamente em sentido ascensional e de profundidade, que o milagre do amor e do conhecimento consegue estimular para prosseguir.
O grande desafio do amor na vida, quando solucionado, proporciona ao adolescente a paz de que se deixa penetrar, bem como a auto-realização que passa a fazer parte do seu programa de crescimento e de felicidade.

ADOLESCÊNCIA E VIDA                
DIVALDO PEREIRA FRANCO/JOANNA DI ÂNGELIS


x_3c9af6bf

2 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
Apontamentos muito importantes para o crescimento e desenvolvimento dos adolescentes.

Idades de sonho, trabalho, lutas e contradições. Já passamos por aí e agora olhando à distância vemos o que fizemos o que não faríamos hoje e o que sempre faríamos...

Penso que uma das pontes para ajudar os jovens é ensiná-los a viver com respeito e liberdade.
O tempo é apenas uma passagem que se vai alterando à nossa passagem.

Márcia Faria disse...

Denise boa tarde!! Passando para conhecer seu blog,gostei muito do seus post já estou seguindo para ficar atualizada,me faça uma visita qdo der.bjs