- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


domingo, 24 de fevereiro de 2013

HISTÓRIA - A Inveja


                Álvaro trabalhava em uma empresa há 20 anos. Funcionário sério, dedicado, cumpridor de suas obrigações.
                Um belo dia, ele foi ao dono da empresa para fazer uma reclamação. Disse que trabalhava ali há 20 anos com toda dedicação, mas se sentia injustiçado. O Juca, que havia começado há apenas três anos, estava ganhando muito mais do que ele.
                O patrão fingiu não ouvir e lhe pediu que fosse até a barraca de frutas da esquina. Ele estava pensando em oferecer frutas como sobremesa ao pessoal, após o almoço daquele dia, e queria que ele verificasse se na barraca havia abacaxi.
                Álvaro não entendeu direito mas obedeceu. Voltando, muito rápido, informou que o moço da barraca tinha abacaxi.
                Quando o dono da empresa lhe perguntou o preço ele disse que não havia perguntado. Como também não sabia responder se o rapaz tinha quantidade suficiente para atender todos os funcionários da empresa. Muito menos se ele tinha outra fruta para substituir o abacaxi, neste caso.
                O patrão pediu a Álvaro que se sentasse em sua sala e chamou o Juca. Deu a ele a mesma missão que dera para Álvaro:
                - Estou querendo dar frutas como sobremesa ao nosso pessoal hoje. Aqui na esquina tem uma barraca. Vá até lá e verifique se eles têm abacaxi.
                Oito minutos depois, Juca voltou com a seguinte resposta: eles têm abacaxi e em quantidade suficiente para todo o nosso pessoal. Se o senhor preferir, têm também laranja, banana, melão e mamão. O abacaxi está R$ 3,50 cada, a banana e o mamão a R$ 1,00 o quilo, o melão R$ 4,20 a unidade e a laranja R$ 20,00 o cento, já descascada.
                Como falei que a compra seria em grande quantidade, ele dará um desconto de 15%. Deixei reservado. Conforme o senhor decidir, volto lá e confirmo.
                Agradecendo pelas informações, o patrão dispensou Juca. Voltou-se para Álvaro e perguntou:
                - O que é mesmo que você estava querendo falar comigo antes?
                Álvaro se levantou e se encaminhado para a porta, falou:
                - Nada sério, patrão. Esqueça. Com sua licença.
                Muitas vezes invejamos as posições alheias. Sem nos apercebermos que as pessoas estão onde estão e têm o que têm porque fizeram esforços para isso.
                Invejamos os que têm muito dinheiro, esquecidos de que trabalharam para conseguir. Se foi herança, precisam dar muito duro para manter a mesma condição.
                Invejamos os que se sobressaem nas artes, no esporte, na profissão. Esquecemos das horas intermináveis de ensaios para dominar a arte da dramatização, da música, da impostação de voz. Não nos recordamos dos treinamentos exaustivos de bailarinos, jogadores, nem das horas de lazer que foram usadas para estudos cansativos pelos que ocupam altos cargos nas empresas.
                O melhor caminho não é a inveja. É a tomada de decisão por estabelecer um objetivo e persegui-lo, se esforçando sem cessar.

Momento Espírita

Fonte: Jornal do Espiritismo – outubro/2012

x_3c9af347

2 comentários:

Donetzka Cercck Lavrak Alvarez disse...

Muito lindo,Denise.
Realmente a inveja é o pior dos males.Atrai todos os outros.

Não se preocupe com os comentáriuos que sumiram.Deve ser erro do blogspot.Quanto aos repetidos,muitas vezes clicamos em publicar,nada lemos e clicamos de novo.Recebo muitos assim tb.

Eu tb modero comentários pq já recebi palavras de baixo galão,mas o melhor mesmo é configurar como explico no post que está no link:



http://donetzkatextosbonitoseimagenslindas.blogspot.com.br/2012/11/blogspotcomo-configurar-comentarios.html


É só colar esse link no seu navegador que chega ao post: "blogspot_Como configurar comentários".

Está mna categoris "mensagens pessoais" de meu blog.

Conte comigo caso precise de ajuda,ok,amiga?


Beijos e ótimo domingo


Donetzka

Maysa disse...

olá Denise tudo bem mesmo sem deixar comentários mas sempre estou aqui tomando a lição de casa e tentando refletir no que posso melhorar as vezes consigo sabe mais na maioria das vezes me atropelo,
forte abraço
elisa