- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 10 de setembro de 2014

MORRER PARA VIVER II

                Programa as tuas atividades contando com o fenômeno inexorável da morte.
                Ela te conduzirá ao retorno.
                Necessário preparar-te para essa viagem libertadora.
                Outrossim, considera, também, nas tuas meditações, a possibilidade da partida de quem se te faz querido, antecedendo-te no regresso ao mundo de origem.
                Reencontrarás os que te precederam no rumo da Vida Espiritual.
                Em homenagem a esses afetos que viajaram antes, prossegue no culto do bem, mantendo as tuas doces recordações e revivendo-as em poemas de carinho, programando a continuação do compromisso eterno.
                Se choras, o que é natural, conforta-te com o lenitivo da certeza de que voltarás a conviver com o ser amado.
                Não te deixes abalar ente a perspectiva improvável da sobrevivência.
                Tudo nos fala de vida.
                A glande do carvalho despedaça-se para que surja a árvore que se agigantará a pouco e pouco.
                A lagarta liberta a borboleta, quando se extingue a forma.
                O pólen libera a perpetuidade da espécie.
                Tudo se transforma ante o milagre da morte, que é dádiva da vida.


Fonte: ALERTA – Divaldo Pereira Franco/Joanna de Ângelis
imagem: robertacarrilho-div.blogspot.com

2 comentários:

tesco disse...


A morte também é um milagre.
Nos acostumamos a ver sempre um só lado das coisas.
Devemos encarar tudo como olhávamos os discos LP:
"O que tem no lado B?".
Simples assim.
Neijos.

Dilmar Gomes disse...

Amiga Denise, o espiritismo veio retirar aquele aspecto trágico da morte.
Um abração. Tenhas uma tarde de bençãos.