- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

POSIÇÃO CORRETA I

                Ante os irmãos portadores de deficiências físicas, procura manter uma posição mental e social correta. Nem a compaixão injustificável, nem a indiferença fria para com eles.
                O teu irmão limitado aguarda de ti uma oportunidade digna, a fim de exercer a tarefa e cumprir a finalidade para as quais se encontra na Terra.
                Da mesma forma como ocorre contigo, é alguém que se recupera de lamentáveis equívocos passados.
                As marcas e limitações que nele percebes não constituem maldição, nem significam motivo de abandono.
                Também tu possuis deficiências e limites, quiçá, mais graves, com a diferença única de que os teus são ocultos e os demais os ignoram.
                Anteriormente, em inúmeras civilizações e culturas, o deficiente físico, ao nascer, era arrojado à morte, impiedosamente.
                O homem peregrinava, então, do instinto para a razão, sem haver-se beneficiado com as dádivas do amor.
                Com Jesus, a benção da solidariedade transformou-se em dever de todas as criaturas umas para com as outras.
                O deficiente físico é, psiquicamente, normal, gente, conforme a linguagem usual, com sentimentos e raciocínio que o fazem ver o mundo, porém, através da ótica de como seja recebido e tratado.


Fonte: ALERTA – Divaldo Pereira Franco/Joanna de Ângelis
imagem: google

Nenhum comentário: