- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

LIBERDADE DE ESCOLHA II

    Podes e deves ser feliz. Esta é a tua liberdade de escolha.
                Se te encontras atrelado ao carro das aflições, porfia construindo o bem e te libertarás.
                A dificuldade de agora é o efeito da insensatez do passado.
                A vida renova-se a cada momento.
                Situações funestas alteram-se para melhor, à semelhança de paisagens ensombradas que rapidamente vestem-se de Sol.
                Não dês trégua à desdita, à ociosidade, aos queixumes.
                És o senhor do teu destino, e ele tem para ti, como ponto de encontro, o infinito.
                Quem se desvaloriza e se desmerece e se invalida, fica na retaguarda.
                É necessário que te envolvas com o programam divino. Todo aquele que se não envolve positivamente, nunca se desenvolve.
                Se preferires sofrer, terás liberdade para a experiência até o momento em que te transfiras para a opção do bem-estar.
                Desse modo, não transformes incidentes de pequena monta, coisas e ocorrências corriqueiras, em tragédias.
                Ninguém tem o destino do sofrimento. Ele é resultado da ação negativa, jamais a causa.
                Faze uma avaliação honesta da tua existência, sem consciência de culpa, sem pieguismo desculpista, sem coerção de qualquer natureza, e logo depois desperta para o que deves produzir de bom, de útil, de construtivo, empenhando-te na realização da tua liberdade de ser feliz.

Fonte: MOMENTOS DE SAÚDE E DE CONSCIÊNCIA
Divaldo P. Franco/Joanna de Ângelis
imagem: google         

Nenhum comentário: