- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sábado, 22 de setembro de 2012

DROGADIÇÃO - Conseqüências em Existências Futuras


Obviamente, se o nosso corpo físico é desenvolvido na intimidade da mãe a partir das linhas de força do corpo energético, do corpo perispirítico, a partir do momento que entendemos que o corpinho do bebê é formado por essa maquete energética que o espírito carrega em si, a desarmonia que foi impressa sobre esse corpo energético será desarmonia repassada ao corpo celular. Não foi á toa que Jesus Cristo disse assim, conforme o Evangelho de Mateus: Se o teu olho é motivo de escândalo, arranca-o. É melhor que entres na vida sem ele, do que, tendo-o, percas a alma. Se tua mão é motivo de escândalo, corta-a, põe-na fora. Quando lemos o Evangelho dizendo essas coisas, ficamos pensando por que Jesus disse isso. É uma questão de causa e efeito, aquilo que não usamos bem, volta no futuro com má qualidade, com mau funcionamento ou inexistente.
                Desse modo, quando vemos muitas crianças, e eu me incluo no meio delas, que nascem com asma, bronquite, de onde é que essa criatura trouxe essa asma, essa bronquite?
Ali estamos tendo quase sempre um tabagista do passado, temos ali um fumante inveterado do passado. Isso determina sofrimento para o seu futuro. Quando encontramos crianças carregando problemas gastrointestinais, problemas neurológicos, temos ali o alcoólico do passado, alguém que fez uso indevido de substâncias químicas, que desestruturaram sua estrutura física ontem, e essa desestruturação repassada ao campo energético hoje chega so novo corpo.
                Atentemos que a cada um é dado conforme suas obras, como alegou Jesus, e desse modo nossas obras determinam nosso futuro, conforme as conseqüências que elas trazem. Se eu trato bem do meu corpo, naturalmente terei no futuro um corpo mais saudável do que eu tenho hoje. Se eu trato mal o meu corpo, fatalmente terei no futuro um corpo com anomalias, com dificuldades.
                Avaliemos as crianças, os bebezinhos que nascem com enfermidades. Por mais que a gente queira dizer, não é porque nasceu em uma sociedade tal, porque a mãe passava fome, não é somente por isso. Então perguntamos: por que é que este espírito nasceu filho desta mãe que passa fome? Por que este espírito reencarnou nesta sociedade comprometida, complicada? Por causa das suas necessidades expiatórias. Suas necessidades provacionais. Por que reencarnou numa família que  tem câncer aos 40 anos de idade? Por que reencarnou numa família que tem problema de cegueira genética? Exatamente porque esse ser espiritual está incurso nessa faixa de precisar perder a mão, perder o olho, conforme o Evangelho prescreve. E, quando perde, perde desta maneira. O órgão nasce lesionado, o órgão nasce sem funcionar, o órgão nasce com mal funcionamento ou sem existir, com os anencéfalos, crianças que nascem descerebradas.
                Somos responsáveis por aquilo que carregamos em nós. Nossas lesões e as benfetorias do nosso corpo, nossa felicidade orgânica. Aqueles indivíduos que não se resfriam, não se gripam nunca; passam uma vida sem saber o que é uma dor de cabeça, uma cefaléia. Isto é mérito. É produto do bom uso que fizeram da saúde de seu corpo. Mas há outras pessoas que basta que a nuvem passe que elas se resfriam. Bastou que a temperatura caia um grau, elas estão doentes com pneumonia. Quer dizer, elas estão fragilizadas no seu campo energético. Dessa maneira, esse campo energético fragilizado é uma construção dessa criatura do passado. Por isso é que pensamos no quanto seria importante se aprendêssemos que droga se chama droga porque é uma coisa que não presta.

(continua)

AS MÃES DE CHICO XAVIER
Saulo Gomes (organizador)
x_3c9af6bf

Nenhum comentário: