- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


terça-feira, 14 de outubro de 2014

OBSESSÃO E JESUS II

                A ação do pensamento otimista e sadiamente operante; o labor fraternal de solidariedade; a preocupação edificante em favor do próximo; os serviços humílimos ou grandiosos a benefício dos outros; o interesse honesto pelo bem-estar alheio constituem a terapia preventiva quanto curadora contra a obsessão.
                A prece – o hábito de orar -, gerando um clima de paz; a leitura elevada, que cria clichês psíquicos superiores; a meditação em torno das questões enobrecedoras da vida; o diálogo edificante impedem qualquer intercâmbio perturbante, verdadeiros antídotos que se fazem à obsessão, por constituírem meios de elevação vibratória na qual não vigem as interferências maléficas, as parasitoses e as vampirizações prejudiciais que somente tem curso em faixas mentais semelhantes.
                Ademais, o exercício de tais métodos libera qualquer tombado nas malhas apertadas da alienação obsessiva de perniciosos efeitos na Terra...


Fonte: ALERTA – Divaldo Pereira Franco/Joanna de Ângelis
imagem: google

3 comentários:

Ghost e Bindi disse...

Não há força maior que o amor, quando implantado em nosso coração, é um escudo invencível e sereno. Bela postagem, abraços.

Ghost e Bindi

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Denise
Orar faz um bem enorme... tenho visto!!!
Bjm fraterno

tesco disse...


Por certo as leituras edificantes geram um benefício
invisível em nosso favor.
Assim, Denise, você contribui com o nosso bem estar,
fornecendo-nos antídotos contra os muitos venenos
que nos circundam.
Obrigado pelo carinho!
Beijos.