- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


domingo, 2 de agosto de 2015

JESUS, MESTRE, GUIA E MODELO II

                Visão espírita sobre Jesus – Ao estudarmos o espiritismo temos um entendimento bem mais claro e profundo sobre Jesus Cristo, reconhecendo-o como governador planetário, Espírito superior e nosso irmão maior que, ao trazer a mensagem da Boa Nova, ou evangelho, mostrou, não apenas através do ensino, mas também dos exemplos, que o amor é a base da vida e que tudo pode ser resumido em amar o próximo como a nós mesmos e fazer ao outro somente o que gostaríamos que o outro nos fizesse.
                É por esse motivo que nós, espíritas, damos mais importância aos ensinos morais trazidos por Jesus, do que aos fatos da sua vida, isso porque o fundamental é compreender seus ensinos e exemplos, para coloca-los em prática na nossa própria vida, ou seja, saindo da teoria e indo para a prática, mostrando que somos verdadeiros cristãos, fazendo com que a cooperação, a fraternidade, a solidariedade, o amor, a bondade, a justiça, a humildade e outras virtudes sejam a nossa marca registrada no convívio social.
                Com Jesus aprendemos a ser mais pacientes, mais compreensivos, mais operosos no campo do bem, aprendemos igualmente a crescer em amor, reconhecendo que todas as pessoas  são nossas irmãs. E com a amplitude que o espiritismo dá a essas lições com a imortalidade da alma, entendemos que os laços que nos unem são de longo tempo, através das reencarnações.
                O espiritismo nos mostra que vivemos melhor colocando Jesus em nosso coração, procurando no amor a solução de todas as questões existenciais.
                Em nota à resposta dos Espíritos Superiores na questão 625 de O Livro dos Espíritos, Allan Kardec comenta sobre Jesus, apontado pelos Espíritos como o Espírito mais perfeito que Deus concedeu ao homem conhecer:
                “Jesus é para o homem o tipo de perfeição moral a que pode aspirar a humanidade na Terra. Deus no-lo oferece como o mais perfeito modelo e a doutrina que ele ensinou é a mais pura expressão de sua lei, porque ele estava animado do Espírito Divino e foi o ser mais puro que já apareceu na Terra. Se alguns dos que pretenderam instruir os homens na lei de Deus algumas vezes os desviavam para falsos princípios, foi por se deixarem dominar por sentimentos demasiado terrenos e por terem confundido as leis que regem as condições da vida da alma com as que regem a vida do corpo. Muitos deles apresentaram com leis divinas o que era apenas lei humana, instituídas para servir às paixões e dominar os homens.”

Marcos de Mário


Fonte: Jornal Espiritismo Estudado – novembro/2014
imagem: google

Nenhum comentário: