- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 12 de maio de 2017

O PERDÃO NAS DORES E AFLIÇÕES I

                A dor está ligada aos tecidos nervosos que circundam nosso corpo. Ela tem origem no sistema nervosos central é o alarme de que alguma coisa está errada em nosso organismo biológico. A dor é uma bênção para o ser humano. Se não houvesse esta sensibilidade nos cortaríamos com freqüência e nos queimaríamos também.
                Portanto, quando sentimos dor é importante saber de onde ela vem e por que ela existe, já que é um alarme de que o organismo não está bem e, logo após isso, devemos tomar algum analgésico. Um amigo cirurgião disse-me que hoje nós não precisamos sentir dor, existem medicamentos para quase todos os tipos de dores.
                A aflição é um tipo de dor moral. Igualmente à dor física, a aflição denuncia de que algo na nossa vida moral não está bem. Porém, diferentemente da física, não existem medicamentos para as dores morais.
                Seguindo o mesmo processo da dor física, é importante buscarmos a origem da nossa aflição. Nesse processo é importante tirar da cabeça a responsabilidade divina da nossa aflição. Afinal, se Deus é Pai, é amor, por que mandaria aflição?
                Se observarmos as nossas aflições, veremos que fomos nós quem elaboramos todas elas. O sofrimento tem origem nas conseqüências dos nossos atos ou na nossa ignorância diante da realidade que nos cerca.


Do livro: Terapêutica do Perdão – Aloísio Silva
imagem: google

Nenhum comentário: