- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 5 de julho de 2013

NO CULTO DA CARIDADE

Emmanuel
Aprendamos a auxiliar para que a nossa dádiva não se transforme em espinho, envenenando as chagas alheias.
A caridade não surge apenas na doação de ordem material.
É serviço de cada instante e apoio de cada dia.
Não comentes o mal para que o mal não se estenda, não te refiras à sombra para que a sombra te não envolva o caminho.
Ao pé dos semelhantes cala o impulso da maldição que começa na leviandade e na crítica.
Se junto aos doentes, não te reportes à enfermidade, se respirando entre ignorantes não reproves aqueles que ainda se movimentam nas trevas.
Não insistas, destacando a perversidade e o infortúnio, embora a vida nos determine o dever de extinguir a penúria e sanar a dor.
Lembra-te de que é preciso esquecer a própria superioridade, para que a lição não se converta em orgulho e que é necessário ofuscar o nosso propósito de evidência para que o ensejo da luz favoreça os necessitados de confiança.
Não vale socorrer desesperando ou ferindo...
Quase sempre a carência do próximo prescindirá do teu ouro, desde que saibas soerguê-la ao teu próprio nível, a fim de que se dignifique para o trabalho e se restaure para o sol da esperança.
Ocultar a mão esquerda para que a mão direita não te conheça a beneficência não é simplesmente atitude de respeito e fraternidade na assistência comum, mas também apelo do Cristo à nossa humildade para que nos amparemos reciprocamente, sabendo que a fraqueza dos caídos de hoje pode ser a nossa fraqueza nos embates da alma que a vida nos oferecerá de futuro, e que apenas praticaremos o amor, em nos compreendendo e ajudando uns aos outros por verdadeiros irmãos.
Ainda mesmo que todas as circunstâncias te hostilizem, ajuda sempre.


Fonte: Irmão – Chico Xavier/Espíritos Diversos

Um comentário:

Mari Rehermann disse...

Linda lição sobre a caridade!!

Beijos!!♥