- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sábado, 16 de julho de 2011

MEDO

            O medo pode ser definido como um estado psíquico de inquietação constante, agitação ou impaciência diante de um perigo real ou imaginário.
            O medo racional é saudável e necessário em nossa vida. Ele nos protege de nossa impulsividade e de nossos atos irrefletidos.
            No entanto, quando o medo é patológico, torna-se destrutivo e tem como resultado a imobilidade de nossas forças mais íntimas.
            Eis alguns sintomas emocionais de temores que nos complicam a existência:
  • Agitação mental – incapacidade de relaxar e silenciar internamente, sendo preciso reler a mesma página diversas vezes.
  • Pessimismo e insegurança – hesitação pertinaz em face não só das grandes como também da pequenas decisões existenciais.
  • Dissociação mental – esquecimento constante das coisas mais naturais e simples do cotidiano.
  • Agressividade exagerada – irritação contínua com tendência a atacar gratuitamente os outros com ofensas e insultos.
  • Vulnerabilidade – sensação freqüente de melancolia, com choro fácil e atmorfera de perseguição contumaz.
  • Comportamento compulsivo – uso de atos ritualísticos propensos ao perfeccionismo; início de várias atividades ao mesmo tempo, sem término de nenhuma.
  • Aura de fracasso – desculpa por qualquer coisa e sentimento de humilhação constante na frente dos outros.
  • Falta de motivação – crises de perda de interesse pela vida; sensação de desânimo.
  • Mente exaurida – isolação da vida social. A criatura só executa o que é estritamente necessário para a sua manutenção diária.
Não podemos afirmar que todos esses sintomas estão relacionados apenas com o medo, mas, quando algum deles ocorrer, é necessário estarmos alerta, pois o medo pode estar servindo de base às nossas emoções e atitudes perante a vida.
      O temor pode ser um ácido que venha consumir desnecessariamente nossas energias vitais.

UM MODO DE ENTENDER, UMA NOVA FORMA DE VIVER
Francisco do Espírito Santo Neto – Espírito Hammed    


 ImageChef Word Mosaic - ImageChef.com

3 comentários:

Marlene disse...

Denise lindo e brilhante texto
parabens pela escolha,perfeita
vim agradecer sua visita seu carinho e amizade deixo um abraço desejo-te um lindo final de semana
bjs marlene

Antônio Henrique disse...

Olá minha amiga Denise...

Pouco antes publiquei:
Anjos ou guias espirituais.

acho que o seu comentário em especial irá me ajudar
muito no meu entendimento no que foi escrito.
será de grande importância.

se tiver um tempo dê uma passadinha em:
http://umguiadecomoviverbem.blogspot.com

Parabéns pelos seus escritos e seus conhecimentos.
tais estes que a cada dia de minha vida me fazem
entender muitas coisas, assim como me ajuda a viver.

luz em seus caminhos.

(...)

Valéria disse...

Oi Denise!
Vivemos em uma sociedade em que a insegurança nos tem deixado cada vez mais assustados e esta vulnerabilidade tem deixado sequelas. Acabei de ver na tv um caso de pânico. Post muito pertinente, gostei!

beijão!