- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quinta-feira, 21 de julho de 2011

PERSONALISMO, A LUPA DO ORGULHO


                Personalismo é como a lupa do orgulho voltada na direção do eu, ampliando, exageradamente, o valor pessoal. Um estado no qual a mente está mais voltada para os apelos do ego em negação aos ditames da consciência.
                O fio condutor de seus nocivos reflexos é a paixão pela importância individual que supomos possuir.
                Sua ação desorganiza o departamento mental da imaginação e projeta a vida as imagens de si mesmo pelas quais nasce o império do eu, encarcerando-nos no automatismo do egoísmo.
                Não vivemos imunes ao personalismo. Ele constrói psiquicamente a identidade pessoal e a participação no meio onde vivemos; o problema é o excesso da importância que conferimos ao eu, perdendo o controle e tornando-se um vício, o vício do amor próprio.
                Ver o mundo pela ótica individual é uma necessidade para aquisição de valor pessoal, contudo, o apego intransigente às próprias concepções, sem abertura para a permuta e ampliação das experiências individuais, é que torna uma questão grave de conduta nas relações junto aos grupos de convivência.
                Por milênios estamos vivendo essa experiência. Hoje, sob as alvíssaras da renovação íntima, assumiu proporções de um grande desafio a ser superado em favor da causa espírita que abraçamos.
                Assevera-se que o serviço em equipe é garantia de sua erradicação, e não podemos discordar, embora tenhamos que assinalar que mesmo nessa circunstância a sanha do personalismo poderá arrasar as melhores sementeiras espirituais, caso não vigiemos suas formas ardilosas de manifestar.
                Alguns exercícios poderão auxiliar-nos na sua identificação, o que será o primeiro passo para um programa reeducativo. Eis uma pequena lista:
- emitir opiniões sem fixar-se obstinadamente na idéia de serem as melhores.
- aprender a discernir os limites entre convicção e irredutibilidade nos pontos de vista.
- ouvir a discordância alheia acerca de nossas ações sem sentimento de perda ou melindre.
- cultivar abnegação na apresentação dos projetos nascidos no esforço pessoal, expondo-os para análise grupal.
- evitar difundir a falha de serviço das realizações pessoais já concretizadas.
- disciplinar e enobrecer o hábito de fazer comparações.
- acreditar que a colaboração pessoal sempre poderá ser aperfeiçoada.
- pedir desculpas quando errar.
- ter metas sem agigantá-las na sua importância frente às incertezas do futuro.
- aprender a ouvir opiniões para melhor discernir.
- admitir para si os sentimentos de mágoa e inveja.
-ser simples.
- ter como única expectativa nas participações individuais o desejo de aprender a ser útil.
- esforçar-se para sair do personalismo silencioso, o isolacionismo e a timidez.
- delegar tarefas, mesmo que acredite que outro não dará conta de fazê-la tão bem quanto nós.
                Como vemos é aprendizado de longa duração que devemos começar com humildade e contínua disposição de autoconhecimento.

Do livro: MEREÇA SER FELIZ – Superando as ilusões do orgulho
Wanderley S. de Oliveira – Espírito Ermance Dufaux


Glitter Symbols - ImageChef.com

3 comentários:

Cantinho She disse...

Amei a notícia, graças a Deus ficou bem! Fico feliz! Bjo, bjo querida! ;)

Mari disse...

Denise, deveríamos sempre lembrar do ensinamento do Cristo: "...não saiba a vossa mão esquerda oque dê a vossa mão direita...".Infelizmente ainda fazemos a caridade, damos um conselho, uma palestra, olhando de lado em busca da quantidade de aplausos. Importante domar essa falta.

LUCONI disse...

Sempre compartilhando sabios ensinamentos, sim Denise uma mensagem muito importante, treino muito treino precisamos, o orgulho nos leva a radicalizar e este seria o pior erro, humildade sempre, amiga queria sua opinião na postagem que psicografei na Umbanda, por favor, sei que nem todo mundo gosta desta linha do espiritismo, mas gostaria que opinasse, confio em tu, beijos
http://espiritismoeumbanda.blogspot.com/ Luconi