- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

DIFICULDADES NA TAREFA I


É muito fácil semear em solo preparado. Desafiadora, no entanto, é a tarefa de arrotear o terreno dos corações, cuidar de predispô-los à semeadura do reino de Deus, quando os interesses estão voltados para a conquista dos recursos terrestres.
            Educados para ter e poder, os seres humanos lutam denodadamente pela posse, empenhado-se em conquistar prestígio, recursos endinheirados para desfrutar as comodidades, os gozos imediatos, mesmo que entorpecentes e frustrantes. Trata-se de uma velha cultura filosófica, portadora de segurança, conforme os padrões sociais de todas as épocas do passado.
            Desse modo, é natural que encontres pessoas inescrupulosas que se utilizem da tua ingenuidade para retirar proveito imediato, especialmente econômico, se podem, comprometendo-se apenas de forma aparente, sem interesse real pela transformação moral íntima para melhor.
            Te espantas ante a incredulidade conveniente de algumas dessas almas reencarnadas, que permanecem enregeladas no materialismo religioso a que se vinculam igualmente por aspirações imediatistas.
            Supões que são espíritos enfermos, e tens razão, porque o mal em que se comprazem é um estado primário da sua evolução. A astúcia de que dão mostras é filha do seu instinto felino, em razão da pobreza de inteligência para agir corretamente. A maneira como se conduzem corresponde ao seu nível de consciência de sono que lhes confere o estatuto de atraso moral e espiritual.
            Mancomunados com entidades perversas da erraticidade inferior, são excelentes instrumentos utilizados para a manutenção na Terra do estado de sofrimento em que o planeta se encontra, assim como os seus habitantes.
            Zombando de tudo e de todos, o tempo também os desgasta e os encaminha na direção da morte, por mais longa seja a sua peregrinação física, quando, então, e somente aí, ás vésperas da viagem de retorno, dão-se conta da oportunidade aplicada indevidamente, quando não o fizeram destrutivamente, despertando o desejo de recomeçar, de refazer o caminho, de recuperar-se.
            Como a imortalidade é o triunfo da vida, terão oportunidade de aprender pelo sofrimento lapidador das saliências do espírito, transitando novamente pelos mesmos caminhos, porém em condições deploráveis, que lhes constituirão bênção renovadora.
            Lamentarão os prejuízos e se predisporão à conquista dos valores eternos, aqueles que não enferrujam, que os ladrões não roubam nem as traças devoram.
            Ninguém ficará à margem da lei do progresso, sendo arrastado, quando se obstina em permanecer avançando contra a correnteza.

Do livro: Entrega-te a Deus     
Divaldo Pereira Franco/Joanna de Ângelis

Glitter Symbols - ImageChef.com

2 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Denise, todos nós, de passagem por aqui, temos a possibilidade de evoluir através de uma conduta magnânima, abnegada, mas nem sempre agimos assim a acabamos desperdiçando a oportunidade.
Um abração.

Élys disse...

A lei da causa e efeito existe para ajudar a crescer, evoluir.
Um abraço.