- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


domingo, 14 de abril de 2013

A PERSONALIDADE INTEGRAL

           
Ser uma pessoa é ter uma consciência, um “eu” que reflete, examina-se, recorda-se. Porém, podem-se conhecer, analisar e descrever o “eu”, seus mistérios ocultos, suas forças latentes, seus gérmens fecundos, suas atividades silenciosas? As psicologias, as filosofias do passado o tentaram em vão e apenas tocaram de leve a superfície do ser consciente. Suas camadas internas e profundas permaneceram obscuras, inacessíveis, até o dia em que as experiências do hipnotismo, do Espiritismo, da regressão da memória finalmente projetaram aí alguma luz. Então se pôde ver que em nós se reflete, se repercute todo o universo, em sua dupla imensidade de espaço e de tempo. Dizemos “de espaço”, pois a alma, em suas livres e plenas manifestações, não conhece as distâncias. Dizemos “de tempo”, pois um passado inteiro dorme nela, onde o futuro, ao seu lado, permanece no estado de embrião.
Vemos, no decorrer da existência terrestre, desde a infância até a velhice, o “eu” se modificar sem cessar; a alma atravessa uma sucessão de estados; ela anda em mudança contínua; entretanto, no meio dessas diversas fases, seu controle sobre o organismo não varia. A fisiologia destacou essa sábia e harmoniosa coordenação de todas as partes do ser, essas leis da vida orgânica e do mecanismo nervoso que não podem ser explicadas sem a presença de uma unidade central. Essa unidade soberana é a fonte e a causa conservadora da vida; ela reúne todos os elementos, todos os aspectos.

Fonte: O PROBLEMA DO SER, DO DESTINO E DA DOR - LÉON DENIS


x_3c9af347

Um comentário:

Trocyn Bão disse...

é difícil comentar autores espíritas, pois no meu conceito todos são ótimos.

Gostei muito do texto, obrigado por compartilhar.

Passei também pra desejar uma ótima semana,

Abraços
Thiago
Trocyn Bão