- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 15 de abril de 2011

BLOGAGEM COLETIVA - FASES DA VIDA






                Então lhe apresentaram uns meninos para que os tocasse; mas os discípulos ameaçavam os que lho apresentavam. O que, vendo Jesus, levou-o muito a mal, e disse-lhes: Deixai vir a mim os pequeninos, e não os embaraceis, porque o Reino de Deus é daqueles que se lhes assemelham. Em verdade vos digo que todo aquele que não receber o Reino de Deus como uma criança, não entrará nele. E abraçando-os, e pondo as mãos sobre eles, os abençoava. (Marcos, X: 13-16)”
A criança necessita de cuidados delicados, que só a ternura materna lhe pode dispensar, e essa ternura aumenta diante da fragilidade e da ingenuidade da criança. Para a mãe, seu filho é sempre um anjo, e é necessário que assim seja, para lhe cativar a solicitude. Ela não poderia tratá-lo com a mesma abnegação, se em vez da graça ingênua, nele encontrasse, sob os traços infantis um caráter viril e as idéias de um adulto; e menos ainda, se conhecesse o seu passado.
                É necessário, aliás, que a atividade do princípio inteligente seja proporcional à debilidade do corpo, que não poderia resistir a uma atividade excessiva do espírito, como verificamos nas crianças precoces. é por isso que aproximando-se a encarnação o espírito começa a perturbar-se e perde pouco a pouco a consciência de si mesmo. Durante certo período, ele permanece numa espécie de sono, em que todas as suas faculdades se conservam em estado latente. Esse estado transitório é necessário, para que o espírito tenha um novo ponto de partida, e por isso o faz esquecer, na sua nova existência terrena tudo o que lhe pudesse servir de estorvo. Seu passado, entretanto, reage sobre ele, que renasce para uma vida maior, moral e intelectualmente mais forte, sustentado e secundado pela intuição que conserva da experiência adquirida.
                A partir do nascimento suas idéias retomam gradualmente o seu desenvolvimento, acompanhando o crescimento do corpo. Pode-se assim dizer que nos primeiros anos, o espírito é realmente criança, pois as idéias que formam o fundo do seu caráter estão ainda adormecidas. Durante o tempo em que os seus instintos permanecem latentes, ela é mais dócil e por isso mesmo  mais acessível às impressões que podem modificar a sua natureza e fazê-la progredir, o que facilita a tarefa dos pais.
                O espírito reveste, pois, por algum tempo a roupagem da inocência. E Jesus está com a verdade, quando, apesar da interioridade da alma, toma a criança como símbolo da pureza e da simplicidade.

O Evangelho Segundo o Espiritismo – cap. VIII – Bem-Aventurados os Puros de Coração

17 comentários:

Lina disse...

Ola, Denise, quanto mais conheço a Doutrina Espirita, mais confortada fico com a profunda justiça de Deus, mais sereno fica o meu espírito. A infância é mesmo uma oportunidade que temos para nos prepararmos para mais uma caminhada...Gostei muito de ler a tua mensagem.
Beijinhos

orvalho do ceu disse...

Minha querida Denise

"Então ficaram todas as crianças a sua INFÂNCIA a passar seus anéis azuis de orvalho".

Vc fez uma bordagem espiritual muito bonita pontuada no Evangelho.. Parabéns!!! Foi a única nesse mês...
A cada um Deus escolhe pra uma Missão...
Gostei de ressaltar a ternura que deve permear a infância... se não fosse assim... se Jesus não fosse terno o suficiente... não almejaria ficar pertinho delas...
Elas necessitam disso e não de muito mais...
Tenho visto!!!

Hoje, o meu desejo de paz e alegria é para vcs que:

"...estendem o seu conceito
de vida,
e a veem na gota de orvalho".
(Lice)

Obrigada pela sua linda participação...

Orvalho do Céu é uma “Chuva de Néctar da Verdade”... ou Palavras de Deus...

É isso que lhe desejo nesse tempo que estamos entrando...
Uma Abençoada Semana Santa e uma Páscoa extremamente feliz!!!
Bjs de paz e achocolatados

Gislene disse...

Ola, Denise!

Que gostoso seu cantinho!
Vou me instalando por aqui tambem...

So posso dizer uma coisa: Como Deus e bom conosco! Sempre! Nos da oportunidades de recomeco a cada instante.

Obrigada pelo carinho!

E desculpe, meu teclado nao mais acentua as palavras...

Um abraco!

Gislene.

*MARCIA E CARLOS* E LINDAS MENSAGENS disse...

ei boa noite!!
amiga tem selinhos no inicio do meu blog para vc sao dois te ofereço com muito carinho e tenha um otimo fds bjos e tenha uma abençoada noite fique com Deus

Esplendor da Criação disse...

Linda sua participação nessa blogagem. Achei de uma delicadeza, seu post, Jesus mostra as crianças como símbolo da pureza e da da simplicidade. Ele nos ensinando com sua sabedoria. Bjs.

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Denise querida,

Maravilhosas explicações do momento da reencarnação.
Deus é Amor e Sabedoria.
As palavras de Jesus nos levam a refletir que devemos agir como as crianças.
Num pequeno desentendimento com alguém, a criança nunca guarda rancor e logo está conversando novamente com a pessoa.
Enquanto nós carregamos em nosso coração anos e anos de mágoas profundas.
As crianças são puras, portanto falam realmente o que sentem, enquanto nós vivemos mascarando sentimentos, vivendo em mentiras e difamações.
Então acredito que devemos resgatar toda esta pureza, verdade e Luz que existe em toda criança....
Lindíssima postagem querida.
Um grande beijo em seu coração!

Jorge (Nectan) disse...

Excelente texto. Como sempre Jesus usava de comparações, sempre como aprendizado.
Valeu, Anjo!!
Beijo

Gina disse...

Denise,
Quando se tem esse conhecimento, muito mais consolada a gente se sente. Mas a responsabilidade nossa, enquanto pais, aumenta ainda mais, pois se viemos em missão, nos tornamos responsáveis pelos que nos rodeiam, sobretudo dentro da família.
Grata pela participação e um ótimo final de semana!

AnaCristina disse...

Tambem estou na blogagem coletiva fases da vida, infancia...da uma passadinha no meu post: http://anacristinap.blogspot.com/2011/04/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html
Parabens pela postagem! bjo

Bel Rech disse...

Cada blogue é um aprendizado, uma experiência linda e emocionante!
Paz e bem

Zilda Santiago disse...

Muito bom amiga encontrar a Doutrina espírita participando sempre!!!Bjs no coração
GOSTARIA DE DIVULGAR AQUI A PROMOÇÃO DE ANIVERSÁRIO DO MEU BLOG,QUE FAZ DOIS ANOS HOJE.AOS AMIGOS QUE VISITAREM DE HOJE AO DIA 30/04 ESTAREI SORTEANDO UM LIVRO A ESCOLHA DO GANHADOR,DENTRO DA TEMÁTICA DO SEU BLOG

Mari Amorim disse...

Denise,
desculpe-me pelo atraso,mas com essa fantástica coletiva e interação,com sua postagem tão contudente saio com meu aprendizado em dia!
Obrigada pelo carinho da visita
Boas energias,paz,saúde,sucesso!
Mari

Neusinha Brotto disse...

Oi amiguinha!!
Nao achei o selinho
Teu blog ta show!
bjuss

Luma Rosa disse...

O fato é que devemos entender a criança como um ser frágil, dependente do adulto, que precisa ser acolhida, precisa ser cuidada, precisa confiar cegamente nos adultos para se constituir como um sujeito capaz de viver a vida com prazer, alegria, sem se sentir violentada. A criança tem que ser protegida e, neste sentido, não há como defender o conceito de uma igualdade de condições entre o adulto e uma criança. Nós vivemos numa sociedade que, por valorizar o indivíduo e a autonomia, exige que todo “contrato” entre dois sujeitos implique a preservação das condições de equidade entre eles. No entanto, isso não existe numa relação entre um adulto e uma criança. Assim, o que está em jogo nesta relação entre adulto e criança são as obrigações do adulto de proteger, cuidar e criar condições para que o desenvolvimento psíquico do menor se dê da melhor forma possível. Obrigada pela reflexão! Boa blogagem! Beijus,

✿ chica disse...

A doutrina espírita pode nos explicar tantas coisas. Gosto dela! beijos,linda semana,chica

RUTE disse...

Oi Denise,
muito boa a sua explicação da infância sobre a luz da reencarnação.
Vim do blog da Zilda e ela também mencionou essa roupagem da inocência para facilitar o processo de evolução da alma, mas aqui no seu blog consolidei informação. Muito bem exposto e de forma muito bela.
Beijo de alma para alma,
Rute

ⓣⓔⓡⓔⓢⓐ ⓒⓡⓘⓢⓣⓘⓝⓐ disse...

Oiee Denise, lindo post!!
que não nos esqueçamos da criança interior onde está a simplicidade e pureza que nos tornará seres felizes de verdade.
bjss♥