- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 28 de março de 2014

A RELAÇÃO ENTRE DOIS MUNDOS I

               
               Somos seres espirituais vivenciando uma experiência material e não o contrário. Desta forma, tudo o que ocorre na vida física tem reflexo direto em nossas disposições espirituais. Primeiro, influenciamos o mundo à nossa volta e, depois, somos influenciados por ele, de maneira constante e precisa.
                Obedecendo a lei da atração, onde semelhante atrai semelhante, existem inúmeros comprometimentos espirituais que, inevitavelmente, acompanham aquele que se entrega à queixa. Primeiro, cabe lembrar que somos livres e, desta forma, Deus, através de Suas Leis, respeitam nossa liberdade permitindo que nos liguemos ao que queremos.
                Mas existe uma grande facilidade de entender esta ligação, recorrendo apenas ao bom senso e refletindo o que ocorre aqui, na vida material.
                Observando a junção natural das pessoas, podemos ver que os estudiosos se aproximam, os maus se tornam cúmplices, os bons se auxiliam, as pessoas levianas comungam das mesmas idéias e os violentos caminham com outros violentos. Desta forma, vamos nos atraindo em direção às outras pessoas e grupos pela afinidade no modo de pensar e, inevitavelmente, de agir.
                Agora, se nos atraímos uns aos outros mesmo aqui, na vida física e com as limitações que ela impõe, o que não poderíamos dizer da aproximação dos espíritos, que são livres, com relação a nós?
                Desta forma, o que ocorre na vida material é dilatada quando a questão é espiritual, ou seja, manifestamos nossas tendências e atraímos as consciências desencarnadas que cintilam nas mesmas idéias. Sendo assim, quando reclamamos, nos queixamos da vida, das pessoas ou das situações, atraímos  da mesma forma, seres que também vivem um estado de insatisfação e desconforto pela situação de vida, perturbados, como todo perturbado é aquele que se revolta contra os acontecimentos da vida, mesmo que em graus variados.

(continua)


Do livro: Terapia Antiqueixa – Roosevelt Andolphato Tiago
imagem: brasileirinhosnotasim.blogspot.com

Um comentário:

Dilmar Gomes disse...

Pois é amiga Denise, pena que muita gente entra no círculo vicioso do negativismo e depois acaba sofrendo as consequências.
Um abraço. Tenhas um fim de semana abençoado.