- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


segunda-feira, 10 de março de 2014

HISTÓRIA - Eu Quero Encontrar Deus

        
                O homem chegou exausto no mosteiro:
                - Venho procurando Deus há muito tempo – disse. – Talvez o senhor me ensine a maneira correta de encontrá-lo.
                - Entre e veja nosso convento – disse o padre, pegando-o pelas mãos e levando-o até a capela. – Aqui estão as mais belas obras de arte do século XVI, que retratam a vida do Senhor, e a Sua glória junto aos homens.
                O homem aguardou, enquanto o padre explicava cada uma das belas pinturas e esculturas que adornavam a capela. No final, repetiu a pergunta:
                - Muito bonito tudo o que vi. Mas eu gostaria de aprender a maneira mais correta de encontrar Deus.
                - Deus! – respondeu o padre. – Você disse muito bem: Deus!
                E levou o homem até o refeitório, onde estava sendo preparado o jantar dos monges.
                - Olhe a sua volta: daqui a pouco será servido o jantar, e você está convidado para comer conosco. Poderá ouvir a leitura das Escrituras, enquanto sacia sua fome.
                - Não tenho fome, e já li todas as escrituras – insistiu o homem. – Quero aprender. Vim até aqui para encontrar Deus.
                O padre de novo pegou o estranho pelas mãos, e começaram a caminhar pelo claustro, que circundava um belo jardim.
                - Peço aos meus monges para manterem a grama sempre cortada, e que tirem as folhas secas da água da fonte que você vê ali no meio. Penso que este é o mosteiro mais limpo e toda a região.
                O estranho caminhou um pouco com o padre, depois pediu licença, dizendo que precisava ir embora.
                - Você não vai ficar para jantar? Perguntou o padre.
                Enquanto montava no seu cavalo, o estranho comentou:
                - Parabéns por sua bela igreja, pelo refeitório acolhedor, pelo pátio impecavelmente limpo. Entretanto, eu viajei muitas léguas apenas para aprender a encontrar Deus, e não para deslumbrar-me com eficiência, conforto, e disciplina.
                Um trovão caiu do céu, o cavalo relinchou forte, e a terra foi sacudida. De repente, o estranho tirou seu disfarce, e o padre viu que estava diante de Jesus.
                - Deus está onde o deixam entrar – disse Jesus. – Mas vocês fecharam a porta deste mosteiro para Ele, usando regras, orgulho, riqueza, ostentação. Da próxima vez que um estranho se aproximar pedindo para encontrar Deus, não mostre o que vocês conseguiram em nome Dele: escute a pergunta, e tente respondê-la com amor, caridade, e simplicidade.
                Dizendo isso, desapareceu.

Fonte: Coluna Paulo Coelho – Jornal Diário da Região – 26/01/2014
São José do Rio  Preto
imagem: camaleonicajuice.blogspot.com

Nota: Esta semana vou estar ajudando na mudança de residência de minha mãe, por isso estarei ausente da internet. Espero voltar a postar no próximo domingo. Muita paz a todos!

6 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Perfeito, amiga Denise! Por incrível que pareça, sabemos que muitas seitas se preocupam mais com as aparências que com a essência, daí, acabam se esvaziando no discurso.
Um abraço. Tenhas uma semana abençoada.

Luconi Marcia Maria disse...

Minha amiga há quanto tempo não te via em uma de minhas casinhas da net, quando você vinha sempre foi no blog de mensagens mas hoje te encontrei no blog de meus rabiscos na poesia que fiz com Jeremias, um irmão que tenta me alegrar quando me entristeço. Não imagina como fiquei feliz porque você é especial, sempre que aqui venho saio com a alma aliviada, gostei muito deste teu conto, me fez lembrar o final de uma mensagem do Irmão da Paz:
Não se prende o ESPIRITO DE DEUS em quatro paredes, e não se dá nomes a estas paredes, mas leva-se o ESPÍRITO DE DEUS para toda a parte, a todo o momento sempre, exemplificando o amor universal, que é o melhor alimento para o espírito, a maior defesa e a mais linda prece que podemos oferecer a Deus.

ditado pelo Irmão da Paz
psicografado por Luconi
29-08-2011

Beijos Denise e boa mudança com a mamãe,

tesco disse...

Na verdade, não é uma boa história.
Quem deseja encontrar Deus não desdenha disciplina, limpeza ou beleza, tudo isso faz parte do caminho. Tem-se apenas que acrescentar muito serviço.
Beij.

Luconi Marcia Maria disse...

Amiga ontem eu deixei um comentário não sei se chegou a você, estou tendo muitas dificuldades na net, beijos

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Denise
Que história verdadeira! Tenho visto!!!
Bjm fraterno e quaresmal

Luconi Marcia Maria disse...

Denise meu anjo, mandei um comentário há dias mas acho que não chegou até você, bem espero que este chegue,por que tenho um grande amigo escritor o Carlos Morandi gravemente doente, lembrei-me que você me falou de um médium que tem operado muitas curas, você poderia me informar o nome e como a esposa do Carlos se ele quiser é claro, chegaria até este médiun? por favor é cancer de estomago e está se alastrando, o Carlos pediu para manter segredo, mas estou agoniada para ajudá-lo. Beijos e obrigada e desculpe o incomodo, Luconi