- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


segunda-feira, 5 de maio de 2014

PSICONEUROIMUNOLOGIA

                Psiconeuroimunologia é o estudo das interações entre o comportamento humano e os sistemas nervoso e imunológico, que não trabalham de forma autônoma como era inicialmente suposto pela ciência. O principal interesse destes estudos são as interações entre estes pilares – as emoções e a saúde.
                Através de nossa postura, conspiramos contra a própria saúde e, agora, podemos novamente citar a questão da queixa e da lamentação constantes e seu resultado em nossa vida. Todas as vezes que nos revoltamos contra a vida, lamentando inequivocamente, vamos pela pressão das emoções resultantes desta postura aniquilando nossas defesas naturais resultando, assim, nas doenças.
                É desta forma que apontamos mais um elemento que nos faz ver na queixa um mal absoluto, podendo ser traduzido da seguinte forma: enquanto reclamar for uma constante em nossa vida, sempre teremos problemas com nossa saúde!
                Lembrando sempre que não importa se a reclamação é justa ou não, nosso corpo sempre reage negativamente quando é exposto a emoções deletérias. Apoiados na lei de Ação e Reação fica fácil justificar tal situação, afinal, não poderia ser diferente, ou seja, que a pressão causada pela queixa nos oferecesse um resultado feliz.
                Mente sã para um corpo são. Esta proposta é uma condição única e rege nossa vida pois, mesmo sabendo que algumas doenças estão em nossas necessidades de experiências terrenas, podemos destacar que a maioria das moléstias adquiridas poderiam ser evitadas.
                Temos que nos conscientizar que em nossa vida sempre estará acontecendo alguma coisa, situações variadas para que possamos, da mesma forma, aprender conteúdo variado. E como a vida sempre desafia o homem, devemos estar preparados para acontecimentos variados. Uns felizes, outros, nem tanto.
                A velha frase: eu era feliz e não sabia. É culto ao passado como fuga da face de possibilidade feliz da vida no presente. Sendo verdadeiramente honestos conosco mesmos, sabem os que no passado ou em qualquer época de nossa vida, sempre houve dificuldades a serem vencidas.
                Não existe época privilegiada. O que existe é o privilégio da vida com finalidade de conduzir o homem ao progresso em qualquer fase da existência. Se não encontramos uma razão para banirmos a queixa de nossa vida, pois que seja pela preservação da própria saúde, afinal é a base da vida.
                Com saúde o espírito tem dilatada suas chances de êxito diante dos compromissos que abraça, principalmente se forem doenças resultantes de desequilíbrios emocionais que, alimentadas pelos mesmos desequilíbrios, tem sua cura dificultada enquanto mantivermos a mesma postura equivocada.
                Sendo a reclamação muitas vezes a exteriorização de sentimentos e emoções escondidos em nós, a saúde somente poderá existir, verdadeiramente, se eliminarmos tudo o que é lixo emocional. Evidentemente que podemos ver, novamente, a figura de Jesus à frente do nosso entendimento. Quando apoiado para sabedoria que lhe era natural, afirmava que deveríamos amar aos nossos inimigos que dentro do nosso objetivo de estudo, poderíamos entender que quando não perdoamos, esquecemos e superamos, adoecemos certamente.
                E isso ocorre simplesmente pelo lixo sentimental acumulado em nós, pela nossa fraqueza ou pela nossa opção.
                Desta forma, se não for pela grandeza moral, se não for pelo entendimento da Doutrina Espírita, que seja pela sua saúde mas viver e renovar-se é a melhor opção.


Do livro: Terapia Antiqueixa – Roosevelt Andolphato Tiago
imagem: www.tratamentodear.com.br

Nenhum comentário: