- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 29 de junho de 2011

SEMENTES DE LUZ II

            Onde quer que te encontres, semeia e semeia luz, mediante as palavras e o comportamento saudáveis. Entretanto, se não puderes fazê-lo exteriormente, em razão dos impedimentos complexos, semeia pelo pensamento, esparzindo alegria de vida sã, de afetividade desinteressada.
            Não te imponhas, todavia, não te escuses ao dever de fazer o que te compete e para o que vieste.
            Jesus tem outras ovelhas que não apenas aquelas que pastoreou, quando esteve na Terra. Muitas dessas estão aguardando ouvir-lhe a voz, a fim de que, reconhecendo-a, abandonem o abismo em cuja borda se encontram, a fim de segui-lo.
            Faze a tua parte, ampliando os horizontes mentais da sociedade para bem compreendê-la.
            Há muita resistência à conceituação da fé religiosa racional e responsável.
            Uma longa adaptação às informações multimilenárias em torno da vida transcendente nos moldes das compreensões humanas impossibilitam revolução lógica da visão real sobre a imortalidade.
            As mentes anestesiadas pelas contínuas lavagens cerebrais a respeito dos gozos celestes dentro dos padrões terrenos e das suas punições cruéis conforme os sentimentos mais vis e perversos têm dificultado a compreensão do inefável amor de Deus e a Sua misericórdia...
            Fala sobre esse amor, feito de justiça, mas coroado de compaixão.
            Apresenta-lhes a sublime senda evolutiva por meio das sucessivas existências e conforta as almas com a esperança sem ilusão e rica de oportunidades de crescimento e harmonia.
            Respeita todas as crenças e crenças nenhumas, mas não te omitas, deixando de semear a luz do eterno amor.
            A humanidade, que ignora, necessita de orientação.
            Evita o mal, compreendendo que a sua existência não é real, mas fruto da ignorância e do primitivismo. O mau é um doente que requer cuidados especiais e não o revide à sua conduta insana.
            Compadece-te, desse modo, daqueles que te crucificam no ridículo, no desprezo e na agressividade.

Do livro: Entrega-te a Deus
Divaldo Pereira Franco/Joanna de Ângelis

3 comentários:

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
A "crucificação" (humilhação) faz parte da nossa edificação e melhora a auto estima... que não pode ser regulada pela opinião alheia em primeiro plano...
Bjs de paz

Luz dAlvorada disse...

boa tarde, Denise vim convidar voce se me permite a fazer uma brincadeira com amigos ,as regrinhas estão no meu blog luzdalvorada.blogspot.com é muito simples só algumas,coisinhas a copiar espero que aceite e se divirta. Bjs, Vânia.

Maria Alice Cerqueira disse...

Bom dia amiga, vim agradecer a voce por sua linda presença no meu cantinho e fazer parte dos meus 200 seguidores! Venha pegar o selinho dos 200 seguidores que eu fiz com muito carinho. Tenha um lindo dia
Abraço amigo!
Maria Alice