- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 5 de agosto de 2011

CARÊNCIAS I


                Carência é o estado íntimo de insatisfação que surge da privação de alguma necessidade pessoal, cujo principal reflexo é o sentimento de infelicidade.
                Sob análise espiritual, é um fluxo energético de vibrações não compensadas reclamando o dinamismo da complementação para gerar bem-estar e equilíbrio na vida do ser. Uma força centrípeta que não ultrapassa a psicosfera individual em razão de constituir uma atração para dentro, um apelo para o suprimento de algo necessário à auto-realização.na ótica afetiva, é um processo de desnutrição que pode ter-se iniciado na infância ou a´te mesmo em outras reencarnações. Advém de desejos recalcados, expectativas não colimadas, frustrações não superadas; uma descompensação emocional pelas experiências traumáticas mal elaboradas, gerando episódios de conflitos e sofrimentos no automatismo da vida mental.
                A maior carência humana é de afeto e carinho, sem os quais ninguém se sente humanizado. E não se sentir humano significa permitir a influência dos reflexos primitivos que açulam a ganância e a crueldade proveniente do instinto de conservação exacerbado. No estágio espiritual da Terra, a carência do afeto, quase sem exceções está subordinada aos ditames da lei de retorno.
                Nem tanto do amor alheio precisam os carentes, porque a carência não está somente nessa ausência de ser amado. Existem mecanismos bloqueadores compostos por processos emocionais e psíquicos do espírito, o qual se sente sob rigorosa prisão nos sentimentos, que são ativados, automaticamente, no campo mental em razão dos despenhadeiros de ilimitados crimes do coração que se arrojou em existências anteriores, agravados pela educação infantil em regime de aridez afetiva. Tais mecanismos levam a não se sentir amado, mesmo que o seja...
                Outra razão das origens da carência pode ser encontrada na ausência de preparo para lidar com as perdas. Na Terra não se prepara a criança para lidar com perdas. A educação é quase toda destinada a fazer campeões sociais, vitoriosos em tudo. Pais frustrados tentam se realizar no sucesso de seus filhos, exigindo deles o que não conquistaram, tentando consertar erros e fracassos através da criação de um super-herói dentro de casa. Sob pressão e coação do sucesso, muitos espíritos de psiquismo frágil e que aspiram outros ideais sucumbem, em comportamentos desajustados no vício ou no desequilíbrio dos costumes, como forma de encontrar alguma gratificação e prazer, já que suas habilidades inatas, aquelas que trazem como espírito imortal, são desconhecidas e desconsideradas pelo seu grupo educativo. Crianças muito mimadas ou compensadas excessivamente para cumprirem os seus deveres querem tudo que desejarem na vida adulta, inclusive o afeto alheio, e para isso mascaram-se de mil modos no jogo das aparências como se estivessem em uma disputa da qual jamais admitem sair perdedores.

Do livro: MEREÇA SER FELIZ – Superando as ilusões do orgulho
Wanderley S. de Oliveira – Espírito Ermance Dufaux    

Glitter Symbols - ImageChef.com

4 comentários:

Anne Lieri disse...

Denise,que excelente e esclarecedor artigo!Gostei muito!Bjs,

Valéria disse...

Oi Denise!
Neste mundo de vida corrida desenvolvemos nossas carências e o problema é até onde elas podem nos levar. Cada um em sua bolha e passa-se despercebido. É preciso estar atentos aos primeiros indícios, para não se desesnvolver coisas piores.

Beijos e um fds de luz!

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Denise
Ordenar os afetos em oração é um bom reajuste das carências afetivas... ou em outro nível...
Bjs de paz e ótimo fim de semana.

Flor de Lótus disse...

Oi,Denise!Acho que todos sem exceção temos nossas necessidades e nossas carÊncias se não fosse assim o mundo não estaria esse caos que ai está.
Bom fim de semana!
Beijosss