- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


segunda-feira, 8 de agosto de 2011

CARÊNCIAS III


                Observa-se que boa parcela das pessoas não está aceitando mais a possibilidade de fazer cada conquista a seu tempo. Querem tudo para já, custe o que custar. A grande maioria dos espíritos reencarnados na atualidade tem vivido a filosofia do imediatismo. As necessidades e anseios pessoais não obedecem à prova da resistência moral pela paciência e perseverança. E no atendimento de suas metas, percorrem os caminhos largos da precipitação e da imprudência, buscando de forma egoísta o gozo, o prazer, a satisfação de suas fantasias. Depois surgem a decepção e mágoa, e somente então percebem a fragilidade de suas escolhas.
                Nesses torvelinhos de dor, não tendo força e coragem o bastante para assumir a sua responsabilidade, projeta culpa a outrem se eximindo de admitir também as suas decisões infelizes que contribuíram em suas dificuldades. Mais adiante, passadas as crises mais intensas dos resultados de suas más opções, perceberá sua necessidade afetiva ainda mais acrescida de nevos apelos e convites para outras tentativas de fruir o máximo, fazendo o mínimo. Essa tem sido a roda viva de muitas criaturas no transcurso de suas desditosas experiências no corpo físico.
                O controle da vida emocional é o primeiro passo no suprimento das nossas necessidades reais. Saber adiar a gratificação pessoal é muito importante na aquisição desse controle. Tudo a seu tempo, conforme os méritos e esforços pessoais.
                Perseverança e coragem são duas nobres virtudes que precisam ser cultivadas nesse caminhar da existência, a fim de colocarmos em funcionamento a possibilidade de alcançarmos nossas metas. Tais virtudes serão improfícuas se o nosso estado emocional for de inconformação, porque criará uma barreira vibratória de obstrução no suprimento das nossas carências variadas. O estado espiritual de inconformação ou azedume com o que nos cerca retira expressivas funções calmantes e compensadoras no campo mental, nascidas dessas nobres virtudes.
                Estejamos certos de que a melhor solução para nossos problemas de equilíbrio, nas necessidades e aspirações pessoais, será sempre manter-se firme nos ideais enobrecedores que vertem da proposta terapêutica do amor. Quem ama, ainda que precisando ser amado, supre-se, eleva-se, compensa-se. De forma alguma estamos fazendo apologia ao descuido conosco no campo das expectativas íntimas e do desejo de ser amado, entretanto, tenhamos lucidez para comp0reendermos que a postura de cobradores revoltados e a atitude de precipitação não nos levarão a lograr os ideais de ventura e realização sonhados, agravando ainda mais as nossas provas.
                As mais elementares necessidades humanas serão sempre, de alguma forma, atendidas.
                Num mundo faminto de amor, a Terra tornou-se o local onde a maioria espera saciar sua fome afetiva e poucos são os que optam pela Divina escolha de amar. Não fosse o celeiro de Amor da Misericórdia e certamente a humanidade, por si mesmo, já teria se dizimado, tamanho o barbarismo emocional que não distancia muito o homem hodierno de certas espécies irracionais, nos campos da violência e da indiferença.

Do livro: MEREÇA SER FELIZ – Superando as ilusões do orgulho
Wanderley S. de Oliveira – Espírito Ermance Dufaux    


Glitter Symbols - ImageChef.com

4 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida DENISE
Duas palavras me cercaram do seu post:
fome afetiva
escolha de amar
Dá o que se pensar...
Bjs de paz e ótima semana

LUCONI disse...

Denise minha amiga concordo plenamente com esta mensagem, nossa o ser humano e me incluo tem se perdido pelo seu emocional desequilibrado, conformar-se saber esperar, paciência, doar-se antes de tudo com o coração aberto, é o primeiro passo para aprendermos o quanto é importante o AMOR UNIVERSAL, quando nos doamos espontaneamente, muito ganhamos, e sem percebermos estamos nos auxiliando e muito somos os que mais recebemos quando tomamos esta atitude, beijos Luconi

Paula Moraes disse...

Pois é Denise, o mundo deveria ser um lugar onde a harmonia reinasse e todos vivessem em paz, no entanto o que vemos aocntecer é que as pessoas se estranham são egístas e mal educadas, nem sequer comprimentam o próximo...
Uma pena por que o mundo foi criado para ter amor...E nós para propagar o amor...Uma pena!
Boa semana,
Bem vinda aos meus cantinhos, obrigada pelo carinho.
Bjs

Élys disse...

Uma página que deve ser lida e relida, pois é o retrato do que vem ocorrendo em grande escala,hoje, no mundo.
beijos.