- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


terça-feira, 10 de janeiro de 2012

AS DUAS FACES DA CULPA

                A culpa nos paralisa no tempo e ficamos soterrados sob os escombros de nossos desacertos. Ela interrompe nossas oportunidades de crescimento no presente em virtude de nossa obstinação neurótica em comportamentos do passado.
                A culpa se estrutura nas crenças antigas do pecado irreparável e nos alicerces do perfeccionismo.
                Só quando aceitarmos que a vida perfeita é uma impossibilidade humana, quando aprendermos que há limites em nosso grau evolutivo, quando nos conscientizarmos de que não temos todas as respostas para o que acontece, quando aceitarmos que somos passíveis de falhas ou enganos, quando abandonarmos o complexo de onipotência, é que a culpa terá acesso restrito em nosso mundo íntimo.
                O arrependimento se distingue da culpa. O arrependimento se manifesta quando tomamos ciência de que sabíamos fazer algo melhor e não o fizemos, enquanto que a culpa é prepotência daquele que crê que deveria ter agido melhor, que deveria ter previsto anteriormente os problemas atuais, porém não o fez propositadamente, porque seu senso crítico era inexpressivo, não possuía consciência individual e coletiva, nem auto-reflexão; em outras palavras, sua consistência evolutiva era limitada.
                A raiz da culpa é o nosso imenso orgulho e as expectativas absurdas de como nós e os outros deveriam ser, de como deveríamos nos comportar diante dos fatos e acontecimentos.
                Quem se arrepende abandona a culpa, pois não mais aprova os velhos comportamentos e atos imaturos. Todavia, não se autocastiga pelo fato de não ser perfeito, nem causa a própria ruína física ou emocional, abandonando-se num mar de lamentação e pesar. Ao contrário: assume a responsabilidade de seus erros e evita repeti-los; ao mesmo tempo, abranda seu julgamento e perdoa a si mesmo.
                Os que tem consciência de culpa estão apenas vivendo experiências evolutivas. O que chamamos de imperfeição no mundo são apenas as lições não aprendidas, que precisam ser recapituladas para que possamos melhorar nossas ações.
                Tudo aquilo que nos parece negativo é apenas um caminho preparatório para alcançarmos um bem maior e definitivo.
                Mesmo os comportamentos que acreditamos nos levar aos caminhos do mal não devem ser vistos como perdição eterna, mas somente equivocadas opções do nosso livre-arbítrio, que não deixam de ser experiências compensatórias e de aprimoramento a longo prazo.
                Use os erros e desacertos para seu crescimento interior. Aprenda com suas culpas e eleve-se para a Vida Maior.
                Em se tratando de culpa, cada qual deve fazer uma auto-análise, visto que a falta é sempre proporcional a cada consciência.

UM MODO DE ENTENDER, UMA NOVA FORMA DE VIVER
Francisco do Espírito Santo Neto – Espírito Hammed                     

Glitter Symbols - ImageChef.com

7 comentários:

Astroterapia Junguiana disse...

Olá Dê, adorei essa frase: Em se tratando de culpa, cada qual deve fazer uma auto-análise, visto que a falta é sempre proporcional a cada consciência.
Tudo depende mesmo de cada um, é preciso avaliar a consciência, bjs Cynthia.

Evanir disse...

É sua amizade que desejo lembrar para sempre e estará sempre em meu coração,
mantendo-nos aquecidos, fortalecidos e segura de que nunca estarei sozinha.
E é assim que eu guardo você
Minha linda Amizade.
E é assim que eu quero guardar...
Como alguém que estará longe, mas sempre lembrará de mim.
Obrigada pelo carinho nesse um ano de Viagem comigo.
Obrigada por estar do meu lado sempre sem notar meus defeitos
me aceitando como sou.
Sei que deixo muito a desejar em responder a sua visita
mais tenho cada amigo e amiga no coração.
Me perdoe por levar uma unica mensagem para visita
infelizmente minhas mãos não ajuda .
Porem me sinto feliz e recompensada por todos entender minha situação.
Na postagem tem uma presente desse dia tão feliz para mim
ficarei feliz em encontra-lo no seu blog.
Obrigada ,Deus esteja com todos nos nessa jornada
que Deus me permita estar contigo por muitos anos ainda.
Beijos e carinhos.
Evanir

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Denise
O importante mesmo é a consciência de culpa...
Remorso não nos leva a lugar algum...
Bjm de paz e alegria

Mari disse...

Bom dia amiga Denise, muito esclarecedor este texto, pois temos o hábito de nos culpar. Diversas vezes carreguei culpa por muito tempo, por coisas que eu sabia que não deveria fazer e mesmo assim fazia...mas aos poucos fui entendendo que a culpa não resolve nada, apenas nos atormenta e não nos deixa ser pessoas melhores...hoje sei que meus erros fazem parte da minha evolução e aprendizado, entendendo e aceitando que ainda sou um ser imperfeito, por isso não dou espaço para a culpa.
Beijos no coração!
Mari

Anne Lieri disse...

Denise,senti um alivio lendo sua msg!Sabe, eu sempre acho que poderia ter feito melhor e tá aí uma boa coisa pra eu tentar mudar esse ano em mim!Percebo meu orgulho, de fato!Uma msg que me iluminou!É engraçado como as coisas são colocadas em nosso caminho nas horas certas em que podemos compreende-las!bjs e meu carinho!

ValériaC disse...

Perfeitas estas palavras de Hammed, via Francisco E. Santo...mesmo quando "erramos" temos que ter a humildade de saber que era o que sabíamos naquele momento e usar isso pra caminhar rumo a evolução.
Triste mesmo é quando a pessoa sabe que está seguindo uma escolha equivocada e mesmo assim prossegue, mas ainda assim, diante de seu grau evolutivo, cedo ou tarde, há de despertar e corrigir sua rota de despertar.
Beijos...feliz e abençoado 2012 amiga...
Valéria

Mãe Terra, Estamos Aqui... disse...

LINDÍSSIMO TEXTO, ADOREIIIIIII...
PARABÉNS PELA ESCOLHA...
TENHA UMA LINDA TARDE FLORIDA...