- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 29 de maio de 2013

AUTO-DESCOBRIMENTO II


Certamente, não vem prematuramente o triunfo, nem se torna necessário. Há ocasião para semear, empreender, e momento outro para colher, ter resposta. O que se não deve temer é o atraso dos resultados, perder o estímulo porque os frutos não se apresentam ou ainda não trazem o agradável sabor esperado. Repetir o tentame com a lógica dos bons efei­tos, conservar o entusiasmo, são meios eficazes para identifi­car as próprias possibilidades, sempre maiores quanto mais aplicadas.
Ao lado do recurso da confiança no êxito, aprofunda-se o sentimento de amor, de interesse humano, de participação no grupo social, com resultado em forma de respeito por si mes­mo, de afeição à própria pessoa como ser importante que é no conjunto geral.
A causa dos desatinos que aturdem a so­ciedade é causada pela dificuldade do discernimento em torno dos valo­res humanos. O questionamento a respeito do que é essencial e do que é secundário inverteu a ordem das aspirações, con­fundindo os sentimentos e transformando a busca das sensa­ções em realização fundamental, relegando-se a plano inferi­or as expressões da emoção elevada, na qual, o belo, o ético, o nobre se expressam em forma de amor, que não embrutece nem violenta.
A experiência do amor é essencial ao autodescobrimento, pois que, somente através dele se rompem as couraças do ego, do primitivismo, predominante ainda em a natureza hu­mana. O amor se expande como força co-criadora, estimu­lando todas as expressões e formas de vida. Possuidor de vi­talidade, multiplica-a naquele que o desenvolve quanto na pessoa a quem se dirige. Energia viva, pulsante, é o próprio hálito da Vida a sustentá-la. A sua aquisição exige um bem direcionado esforço que deflui de uma ação mental equili­brada.
Amar torna-se um hábito edificante, que leva à renúncia sem frustração, ao respeito sem submissão humilhante, à com­preensão dinâmica, por revelar-se uma experiência de alta magnitude, sempre melhor para quem o exterioriza e dele se nutre.
Na realização do cometimento afetivo surge o desafio da verdade, que é a meta seguinte.
Ninguém deterá a verdade, nem a terá absoluta. Não nos referimos somente à verdade dos fatos que a ciência compro­va, mas àquela que os torne verazes: verdade como veracida­de, que depende do grau de amadurecimento da pessoa e da sua coragem para assumi-la.
Quando se trata de uma verdade científica, ela depende, para ser aceita, da honestidade de quem a apresenta, dos seus valores morais. Indispensável, para tanto, a probidade de quem a revela, não sendo apenas fruto da cultura ou do intelecto, porém, de uma alta sensibilidade para percebê-la. Defronta­mo-la em pessoas humildes culturalmente, mas probas, es­casseando em indivíduos letrados, porém hábeis na arte de sofismar.
A verdade faculta ao homem o valor de recomeçar inú­meras vezes a experiência equivocada até acertá-la.
Erra-se tanto por ignorância como pela rebeldia. Na igno­rância, mesmo assim, há sempre uma intuição do que é ver­dadeiro, face à presença íntima de Deus no homem. A rebel­dia gera a má fé, o que levou Nietzsche a afirmar com certo azedume: “Errar é covardia!”, face à opção cômoda de quem elege o agradável do momento, sem o esforço da coragem para lutar pelo que é certo e verdadeiro.
A aquisição da verdade amadurece o homem, que a elege e habitua-se à sua força libertadora, pois que, somente há li­berdade real, se esta decorre daquela que o torna humilde e forte, aberto a novas conquistas e a níveis superiores de en­tendimento.


Do livro: O Homem Integral – Divaldo Pereira Franco/Joanna Di Ângelis


x_3c9af347

3 comentários:

Donetzka Cercck Lavrak Alvarez disse...

Perdi meu antigo blog!


Vc pode me ajudar.amiga..

Por hora,siga-me nesse novo blog e divulgue_o,ok?

Perdi os seguidores e se vc postar com o link de meu blog,como temos amigos em comum,pode ser bom.


Bjs e lindo feriado

Done

Denise disse...

Donetzka, no link que eu tenho, seu blog está dando como removido. Quem sempre tem esses problemas é a Sonia Silvino. Entre em contato com ela que ela te ajudará. Muita paz!

Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

DENISE. AGORA VC JÁ SEGUE MEU NOVO BLOG. ESSE FOI EXCLUÍDO REALMENTE.

DIVULGUE ESSE NOVO PARA MIM,POIS TEMOS MUITOS AMIGOS EM COMUM.


http://magiadedonetzka.blogspot.com.br


OBRIGADA PELA VISITA E SEU BLOG SEMPRE ESTARÁ NA MINHA LISTA DE FAVORITOS.


BEIJOS E LINDO FIM DE SEMANA


DONETZKA