- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quinta-feira, 2 de maio de 2013

EVOLUÇÃO DA ALMA ANIMAL

Se o animal não tem carma, não tem débitos a acertar, como se processa a sua evolução?
            Carma é um conceito indu que se relaciona à lei de causa e efeito, mas este conceito budista é diferente do que entendemos como lei de causa e efeito, pois de nenhum modo pode ser modificado ou aliviado. Equivaleria à lei de Moisés: “Olho por olho e dente por dente”. Errou, tem de pagar. No conceito espírita, o importante é o aprendizado e não o castigo. De qualquer modo o importante é salientar que a evolução é independente de carma. Tudo no universo é dinâmico e evolui. Somente o ser humano e outros seres com o mesmo grau de consciência necessitam quitar suas dívidas antes de retomar seu caminho evolutivo.
            O Espírito de Verdade disse em O Livro does Espíritos que tudo na natureza se encadeia e tende à unidade, isto é, tudo evolui, mas nem tudo que evolui precisa passar pelas leis de ação e reação para isso. O Espírito de Verdade disse também que tudo tem o mesmo ponto de partida e terá o mesmo fim, isto significa que, independentemente de carma ou não, evolímos desde nossa criação como seres simples e ignorantes rumo aos pontos altos da evolução. Indo do átomo ao arcanjo.
            Crer que somente se evolui por meio do carma é como crer que somente o devedor evolui e isso não pode ser. O devedor é aquele que tem débitos a quitar e por isso está paralisado em sua evolução e somente a retomará após quitar o que deve à sua própria consciência. Todos os seres do universo evoluem, independentemente de existir ou não esta lei, mas podem se estagnar quando atingem a fase humana por contraírem tais dívidas.

Fonte: A Espiritualidade dos Animais – Marcel Benedeti


x_3c9af347

Nenhum comentário: