- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


domingo, 27 de outubro de 2013

PERANTE O MUNDO

Emmanuel
Aqueles que fogem do convívio social e abominam o mundo, a pretexto de conquistarem a santidade, certamente não ponderaram o exemplo do próprio Cristo, em nome de Quem endossam isolamento e orgulho, egoísmo e deserção.
Descendo gloriosamente do Céu à Terra não recusa o Senhor o contacto da estrebaria que lhe serve de berço.
Na infância em Nazaré, não despreza a oficina singela em que se prepara à frente na luta.
Sua primeira manifestação messiânica surge, comovedora, numa festa de casamento, quando consagra em Caná a pureza serena da alegria familiar.
Para companheiros de apostolado não hesita aceitar homens rudes do campo e da pesca, sem qualquer preconceito religioso, humanamente considerado.
Desejando exalçar a missão da mulher, não vacila em estender mãos amigas à Madalena, reconhecidamente dominada por sete gênios sombrios.
Intentando esclarecer quanto à correta administração da fortuna terrestre, não se furta à companhia de Zaqueu, homem situado à margem da fé.
Por ser puro, não se subtrai à presença dos cegos e dos leprosos, dos paralíticos e dos alienados mentais, cujas chagas e dores toca e alivia.
Porque Judas fosse inclinado a conchavos políticos, não o expulsa da assembléia dos discípulos mais queridos e suporta com paciência a ilusão de que é vítima o apóstolo desditoso.
E, por último, como se quisesse ensinar-nos que a virtude do bem é sanar o mal e que a glória de luz é extinguir as trevas, aceita a morte de ignomínia entre dois malfeitores.
Observando tudo isso, com a desculpa de comunhão com o Senhor, não te ausentes do mundo, abençoado por sua Presença Divina, porque a Terra multimilenária é a nossa sublime escola, santuário de trabalho e fonte viva de amor, a fornecer-nos teto e consolo, esperança e alimento, flor e perfume, experiência e lição, habilitando-nos, generosa, para a ascensão divina ao seio augusto de Deus.

Fonte: Irmão – Chico Xavier/Espíritos Diversos


x_3c9af347

3 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Pois é amiga Denise, muitos defendem a atitude do asceta - o abandono do mundo em busca da iluminação - , pois tais pessoas, na busca da virtude, seriam incapazes de praticar qualquer mal. Realmente, não fazem o mal, entretanto, contemplando o próprio umbigo e distante dos problemas do mundo, também não fazem nenhum bem!
Um abraço. Tenhas um domingo de paz.

Zilani Célia disse...

OI DENISE!
NÃO TEM COMO SAIR DAQUI SEM UM POUQUINHO MAIS DE CONHECIMENTO E ACRESCENTADO DE BONS ENSINAMENTOS.
PARA MIM TODO O TEXTO QUE TRÁS O NOME DE "CHICO XAVIER" É ALGO DE DEUS E NÃO ME FURTO A LÊ-LO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

tesco disse...

Notável exemplificação mostrando que pureza não é isolar-se socialmente, mas manter a integridade em todos os lugares e situações.
Ainda mais, nos lembrando que "a virtude do bem é sanar o mal", algo que deveria fixar-se na mente daqueles que só pensam em aumentar os castigos.
Beijos.