- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


terça-feira, 22 de outubro de 2013

VÍCIO I

           
               O vício pode ser um erro de cálculo na procura e paz e serenidade, porque todos queremos ser felizes e ninguém, conscientemente, busca de propósito viver com desprazer, aflição e infelicidade.
                Nosso modo de ser no mundo está sendo moldado por nossas atitudes interiores; aliás, estamos, diariamente, aprendendo como desenvolver atitudes cada vez mais adequadas e coerentes em favor de nós mesmos.
                Hábitos preferidos se formam através do tempo e se sedimentam com repetidas manobras mentais. O que funcionou muito bem em situações importantes de nossa vida, mantendo nossa ansiedade controlada e sob domínio, provavelmente será reproduzido em outras ocasiões. Por exemplo: se na fase infantil descobrimos que, quando chorávamos, logo em seguida mamávamos, essa atitude mental poderá ser perpetuada através de um hábito inconsciente que julgamos irresistível.
                A estratégia psíquica passa a ser: quando tenho um problema, preciso comer algo para resolvê-lo. O que a princípio foi uma descoberta compensadora a benéfica mais tarde pode ser um mecanismo desnecessário, tornando-se um impulso neurótico e desagradável em nossos dia a dia.
                Existem diversos casos de obesidade que surgiram no clima de lares onde a mãe é superexigente, perfeccionista e dominadora, forçando constantemente a criança a se alimentar, não levando em conta suas necessidades naturais. Pela insistência materna, ela desenvolve o hábito de comer exageradamente, prejudicando o desenvolvimento do senso interior, que lhe dá a medida de quando começar e de quando parar de comer.
                A bulimia cria para seus dependentes uma barreira que os separa da realidade e funciona como uma falsa proteção e segurança, pois eles constroem seu mundo de explicações falsas por não perceberem os fatos verdadeiros.
                Por outro lado, alguns podem argumentar sobre a ação dos distúrbios glandulares ou genéticos, mas, mesmo assim, a causa fundamental dos problemas se encontra no psiquismo humano que, em realidade, é quem comanda todo o cosmo orgânico.

Do livro: As Dores da Alma – Francisco do Espírito Santo Neto/Hammed


x_3c9af347

3 comentários:

Élys disse...

O psiquismo humano, de fato, nos leva a adquirir inúmeros hábitos, nem sempre sadios.
Beijos.

Mari Rehermann disse...

Olá Denise querida, este livro eu tenho e já li, porém, não lembrava deste tópico...muito bom divulgar sobre os vícios, pois é um mal que só cresce no mundo, de todos os tipos, inclusive os vícios psicológicos e emocionais. Seguindo o teu amável conselho literário, comecei a ler o livro "Renovando Atitudes", do espírito Hammed, adoro os livros dele!! E desde que me propus a mudar o foco, as coisas têm melhorado bestante pra mim, inclusive apareceu um promoção no trabalho!! Muito grata por tuas palavras no meu cantinho, estou de ânimos renovados!!

Tenha uma tarde iluminada!!
Beijinhos!!♥

tesco disse...

Na verdade, criança chorar pra mamar não desencadeia nenhum vício, é uma condição natural e todo bebê faz isso. Vícios são posteriormente desenvolvidos devido a deficiências psíquicas da própria pessoa, mormente decorrentes de encarnações anteriores. O gatilho iniciador pode ser qualquer coisa.
Beijos.