- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 10 de junho de 2016

CASAMENTO E AMOR II

O Pilar da Sexualidade
                É fundamental a análise da interação sexual, considerando o que diz Kardec: “No casamento, o que é de ordem divina é a união dos sexos...”
                Por isso a importância da comunhão sexual propriamente dita na conjugalidade.
                Problemas sexuais surgem minando o relacionamento quando o casal não lida com maturidade ante os ciclos vitais – nascimento de filhos, menopausa, emancipação dos filhos, etc. E também ameaçam a estabilidade conjugal as dificuldades sexuais, como as provocadas por alterações hormonais, doenças sexualmente transmissíveis, alterações emocionais que afetam a libido, interferências espirituais, divergência quanto ao ritmo e periodicidade da comunhão sexual, dentre outras.
                Se uma boa interação sexual ajuda na manutenção do acasalamento, igualmente verdade é que só esse pilar, o do prazer sexual, é incapaz de assegurar a durabilidade da ponte do casamento. Por melhor que seja o desempenho erótico, não existe garantia de que o relacionamento terá vida longa caso outras colunas de sustentação não coexistam na relação.


Fonte: CASAMENTO: A ARTE DO REENCONTRO – ALBERTO ALMEIDA
imagem: google

Nenhum comentário: