- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 30 de junho de 2017

NINGUÉM MORRE


Não reclames da terra
Os seres que partiram
Olha a planta que volta
Na semente a morrer.
Chora, de vez que o pranto
Purifica a visão.
No entanto, continua
Agindo para o bem.
Lágrima sem revolta
É orvalho da esperança.
A morte é a própria vida
Numa nova edição.


Emmanuel 

Um comentário:

Adelaide Araçai disse...

Demorei muito para aprender a não reclamar aquilo que eu entendia como "perda", descobrir não não possuímos nada nem ninguém é uma forma de aprendizado diário e continuo, precisamos exercitar dia a dia.
Muita Luz e Paz!
Abraços