- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 14 de junho de 2017

O PERDÃO E O PRAZER DE SER VOCÊ MESMO

                O processo de industrialização, a explosão do consumo e a globalização em contato com os valores morais judaico-cristão provocaram o surgimento de comportamentos duplos, triplos ou mais diversos, fazendo com que o ser humano perdesse sua própria identidade.
                A necessidade de agradar tudo e todos em um mundo onde a concorrência chega dentro de casa, faz com que percamos nossa própria identidade e nos comportemos como as pessoas gostariam que fôssemos.
                Nos refletimos em nosso comportamento a imagem dos outros.
                Em casa, com os nossos pais, somos uma personalidade, com os filhos somos outra. Na igreja, falamos baixinho. No futebol, com amigos, falamos palavrões. Com o patrão somos dóceis. Com a esposa ou marido, somos grosseiros. E nessa grande quantidade de máscaras perdemos nossa própria identidade, não sabemos mais o que somos.
                Espiritualmente somos seres unos. Este comportamento multifacetário nos adoece, provocando estresses, culpa e males orgânicos com conseqüências complexas. O que fazer? O primeiro passo é aprender a dizer não. O segundo é demonstrar, sem violência, a nossa autenticidade.
                Ser você mesmo lhe reduz muitas dores e sofrimentos. Permite que as pessoas te conheçam de verdade e saibam com quem estão lidando. Por outro lado, estimula os que estão ao seu redor à autenticidade pois, sabendo o que você é, são encorajadas a dizerem o que elas são.
                Permanecerão aqueles que tentarão enganar-lhe com falsa imagem, com máscaras, atores que se perderam em seus próprios personagens, mas isto faz parte da pequenez do ser humano. O importante é experimentar o prazer de ser você mesmo.


Do livro: Terapêutica do Perdão – Aloísio Silva
imagem: google

Nenhum comentário: