- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quinta-feira, 29 de junho de 2017

SUICÍDIO NO REINO ANIMAL

Pergunta - Há suicídio no mundo animal? Como se explica e quais as consequências? Existe algum lugar equivalente ao vale dos suicidas para os animais?
Resposta - Há suicídio sim, pois alguns animais, pelo seu grau de desenvolvimento intelectual, são capazes de entender situações por que passam. Algumas são bastante deprimentes e passíveis de desenvolver sentimentos de desalento que os levaria a querer eliminar a própria vida para se livrar do sofrimento que os aflige.
            Entretanto, os animais são seres em  aprendizado e por isso não poderiam ser condenados por atitudes como essas, pois eles são como crianças que não sabem ainda o que fazem em relação à vida moral. Nãos se pode condenar uma criança porque ela não agiu como agiria um adulto, pois ainda não aprendeu a ser adulta.
            As consequências para eles, por causa dessa infantilidade evolutiva, não seriam as mesmas consequências que para nós, os humanos.
            Não há umbral ou uma região que tivesse as mesmas características para os animais suicidas, pois, como dissemos, eles são como crianças e não sabem exatamente o que fazem. Em vez de serem condenados por um ato suicida, eles são cuidados com maior carinho para se recuperarem e voltarem à carne para aprenderem a viver com mais vontade e vencerem a tendência depressiva suicida. Ao chegarem ao mundo espiritual, são tratados com muito respeito por entidades elevadas e ocupadas com sua evolução. Os recém-chegados são levados aos locais adequados para se prepararem para a reencarnação. Quando se suicidam, eles não criam aquela psicosfera pesada que os uniria ao umbral dos humanos, ou aos abismos do mundo espiritual.
            Na literatura científica há relatos de animais suicidando-se até mesmo em massa, como ocorreu nos Estados Unidos, quando vários búfalos se atiraram de um despenhadeiro a ponto de se acumularem no fundo do vale em montes de vários metros de altura.


Fonte: A ESPIRITUALIDADE DOS ANIMAIS – Marcel Benedeti
imagem: google

Nenhum comentário: