- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quarta-feira, 19 de outubro de 2011

O ESFORÇO PARA A REALIZAÇÃO DO GÊNERO DE PROVAS II

Cumprindo o Propósito Existencial
Uma pessoa, dessintonizada de seus propósitos existenciais, não vive: vegeta. A ausência de um ideal cristão a mata psicologicamente, gerando a falta de conexão com o Ser Essencial co-criador que ela é. Mesmo que seja alguém muito produtivo, a ausência de conexão a impede de sentir-se plena com aquilo que realiza. Ela não se torna uma colaboradora de Deus, até que desperte para o verdadeiro sentido da sua vida.
            Torna-se fundamental a conexão com o nosso propósito existencial, para que possamos ter vida, agindo como co-criadores de nossa vida e da vida no Cosmos. Quando conectados com a Vida Cósmica, o nosso mundo íntimo se torna melhor e o próprio mundo, um lugar melhor.
            Precisamos estar atentos, com relação às provações, para que a nossa produtividade seja a melhor possível. É importante perceber que, quando nos defrontamos com um objetivo, queremos logo realizá-lo ansiosamente. Esse sentimento egóico de ansiedade gera um movimento de forçar a realização do objetivo. É um movimento que tem o padrão de crença limitadora, o que pressupõe uma obrigação e não uma conscientização.
            Todas as vezes que nos forçamos, obrigando-nos egóicamente a algum objetivo, o ego reage, determinando exatamente o contrário daquilo que desejamos, num movimento de auto-sabotagem. Essa reação do ego será caracterizada pela acomodação e não-realização do objetivo, na polaridade passiva.
            No extremo oposto na polaridade reativa, acontece uma reação manifestada através da ansiedade, raiva, revolta, etc, como se o indivíduo tivesse de lutar arduamente para realizar o objetivo que deseja, resultando num gasto muito pronunciado de energia.
            Na realidade, esse movimento egóico impedirá o indivíduo efetuar seu objetivo, pois ele estará se afastando do princípio do amor, que existe em si mesmo. Quando a pessoa se afasta desse princípio, deixa que as coisas e as circunstâncias a invadam e tumultuem a sua intimidade, reagindo em seu interior. É um movimento de inibição do essencial.
            O movimento essencial proativo é caracterizado pela conscientização, fruto da reflexão, que é um ato de amor por si mesmo. O indivíduo conscientiza-se de que é bom, para si mesmo, realizar o propósito existencial, e, ao realizá-lo, está se aprimorando espiritualmente.
            Essa conscientização leva á realização do objetivo, pelo prazer em se autodesenvolver. Quando conscientes do que desejamos, buscarmos realizar os esforços necessários para a efetivação do nosso propósito existencial.
            O esforço maior será vencer a inércia de permanecer no movimento egóico, pois, a partir do momento em que entramos no movimento essencial proativo, esse esforço se torna mínimo, porque o prazer que sentimos, nesse movimento, é tão grande, que a alegria e a plenitude obtidas, fazem com que nem percebamos os esforços feitos.
            Ao invés de gastar energia forçando-nos a realizar o objetivo, nós nos abastecemos continuamente com as energias essenciais e com aqueles que vêm de Deus para nos fortalecer em nossos propósitos.

(continua)
           
Do livro: PSICOTERAPIA À LUZ DO EVANGELHO DE JESUS
            Alírio de Cerqueira Filho                

Glitter Symbols - ImageChef.com

Nenhum comentário: