- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sábado, 26 de março de 2011

AS MÁSCARAS DO EGO I

Compensação

Mecanismo de defesa pelo qual se procura compensar um comportamento negativo, substituindo-o por um comportamento aparentemente positivo. O indivíduo busca, consciente ou inconscientemente, camuflar, reprimir os seus defeitos e fraquezas pessoais, que podem ser reais ou imaginários. Caracteriza-se pelo exagero pelo excesso das manifestações aparentemente positivas.
A compensação tenta desviar a atenção dos outros desses defeitos, sejam físicos ou morais, através da exacerbação de uma característica socialmente aceita e, muitas vezes, até exigida pelas pessoas como um comportamento verdadeiramente adequado.
Mas, como esse comportamento é baseado na repressão das negatividades do ego não-trabalhadas, o que surge é apenas uma máscara que parece, mas não é, o valor essencial que se deseja.


Do livro: PSICOTERAPIA À LUZ DO EVANGELHO DE JESUS
            Alírio de Cerqueira Filho

3 comentários:

Marlene disse...

QUERIDA AMIGA DENISE DEVEMOS TRABALHAR SEMPRE NOSSO EGO NOSSO INTERIOR PARA NÃO DEIXAR QUE SENTIMENTOS OBSCUROS E CONTRARIOS AO QUE NOS PROPOMOS VENHAM PERTURBAR NOSSO,TRABALHO,EM PROL
DAS ALMAS CARENTES,TODO CUIDADO É POUCO COM A MORAL A CONDUTA E O RESPEITO MUTUO POR NOSSO SEMELHANTES,LIDO TEXTO GRANDE ENCINAMENTO.
BJS AMIGA MUITA LUZ,MARLENE

Maria Lúcia Marangon disse...

Adorei conhecer seu blog. Sou espírita e estarei sempre por aqui. Estou te seguindo também.
Beijos.
Maria Lúcia

RUTE disse...

Oi Denise,
muito interessante esta sequência de Mascaras do Ego.
Vim lendo em sentido inverso, até que cheguei no 1ºpost da série.
Conheço muito bem esta máscara de compensação e tento interpretar sempre as razões pelas quais a pessoa muitas vezes é fria, distante, quase intocável, por vezes agressiva...e resumindo, quase sempre é mecanismo de defesa. Defendem-se antes de serem atingidos.
Incrivel, como a explicação é o contrário da aparência.
Abraço,
Rute