- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sábado, 7 de maio de 2011

TEIA AMBIENTAL


REGRAS para quem desejar aderir:
Postar a todo o dia 7 de cada mês;
Tema, sempre livre - desde que aborde o ambiente como pano de fundo.
                Muitas vezes nos atemos em denunciar aquilo que nos causa descontentamento, nesta postagem, minha proposta é mostrar a experiência de alguém de minha cidade, que partiu para a ação. Convido os amigos leitores a refletir sobre ações possíveis para começarmos já nossa atuação em prol do meio ambiente.

Trabalho Anônimo e Silencioso é Exemplo

                No cenário de degradação dos rios de São José do Rio Preto, o trabalho do funileiro Paulo César de Jesus, é rara exceção. Há cinco anos ele e mais seis pessoas se uniram para recuperar a mata ciliar do córrego dos Macacos, próximo da Vila Azul, onde mora. Enfrentaram todo tipo de dificuldade: a Prefeitura se negava a repassar mudas do Viveiro Municipal, e os sitiantes nem queriam ouvir falar em ceder área para o plantio.
                O dono da terra perguntava: mas o que eu ganho com isso? Todo mundo só pensava no lucro imediato, não interessava a nossa conversa de preservação do meio ambiente, diz Paulo.
                Um ano depois, veio o alento: uma proprietária rural cedeu um hectare de seu sítio, e uma usina da região doou as mudas. Em seguida, uma imobiliária com passivo ambiental fez acordo com o Ministério Público e passou a auxiliar o grupo com R$ 800 reais mensais para o custeio de mudas e aluguel de maquinário. Antes, tirava dinheiro do bolso, diz Paulo. Ele consome os fins de semana na atividade, que conta com auxílio de biólogos da Unesp.
                Atualmente, o funileiro contabiliza o plantio de 2 mil mudas em 1,5 hectare. E negocia a expansão do reflorestamento em mais seis hectares, também nas margens dos Macacos. Aos poucos, vamos convencendo os sitiantes de que não queremos tirar terra deles, de que não somos inimigos. Até pensamos em firmar parceria com a Polícia Ambiental para que nos ajude no diálogo com os produtores rurais, afirma Paulo. Ele vai mais longe: pretende criar uma ONG ligada ao meio ambiente, algo inexistente hoje em Rio Preto.

Extraído do Jornal Diário da Região do dia 17/04/2011
São José do Rio Preto

9 comentários:

RUTE disse...

Denise,
que exemplo magnifico vc nos trouxe hoje!
É bom tomar conhecimento de iniciativas populares desse género.
Na verdade, defendo que não podemos deixar tudo na mão dos governates. Apoio o conceito de cidadania ativa, a criação de IPSS de solidariedade ou até mesmo ONG.
São esses os exemplos a seguir. Convém mesmo mostrar que outros já foram capazes!
Beijinhos,
Rute

Lina disse...

Olá, Denise!Que lindo trabalho o do Paulo, admiro a sua coragem e perseverança. A tua mensagem foi muito importante para nos dar ânimo para lutar pelo meio ambiente, porque sempre vale a pena.
Beijinhos

soninha. disse...

Maravilhoso este exemplo.Obrigada por compartilhar conosco.Fica com Deus e tenha um excelente Dia das Mães.bjs

soninha. disse...

Vi que você é espírita, fiz um texto no nosso blog http://gotinhasdeluz.blogspot.com/,para a Teia Ambiental, se puder,dar uma passadinha por lá.abçs

Vera disse...

Olá, Denise! Cuidando do meio ambiente estamos salvando nossas próprias vidas.Parabéns

Flora Maria disse...

Quando leio esses exemplos, fico mais animada com os rumos da Humanidade ! Ainda há esperança de um mundo melhor.
Obrigada por mostrar um exemplo tão otimista, visto que minha postagem foi bem assustadora !

É muito bom ter você na nossa Teia Ambiental !
Beijo

PS; meu computador está com problemas e não posso mexer na postagem para colocar o link dos participantes.

Gilberto Gonçalves disse...

Como eu disse no Alma Mater, querida Denise, as melhores soluções são simples. E muitas delas, quando são obras de voluntários são mais fáceis de executar. Tudo que é do Governo é caro e muito complicado.
O melhor é encontrar parcerias na população e em empresários com consciência social. Parece que não, mas eles existem.
Belo exemplo, Denise.
Que tal fazer uma postagem sobre o trabalho do Seu Paulo? Tire fotos das áreas plantadas, das pessoas que estão contribuindo com mudas e faça uma entrevista com ele. Tudo que entra na net é disponível a qualquer um que acesse o Google.

Abraços ecológicos.
Gilberto.

Emanuel disse...

Meu primo, que é luthier, costuma fazer o plantio das árvores cuja madeira é fundamental ao seu trabalho. E é nele que me inspiro.
Abraços!

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Denise querida,

Desculpe o atraso.
Que linda postagem, sempre nos motivamos com irmãos tão especiais que nunca desistem.
A idéia do nosso irmão Gilberto é excelente, e tudo que ajude a divulgar atitudes como a do irmão Paulo é sempre muito válido... e acaba incentivando muitas pessoas.
Parabéns pela postagem, perfeita!
Um grande beijo em seu coração!!!


p.s.= menina do céu, vou ficar uns dias sem internet, pois estou mudando de operadora. Aonde mudei não chega a internet que eu tinha, pode?
Assim que estiver instalada a nova, voltarei.
Beijos!