- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


quinta-feira, 1 de setembro de 2011

CAMUFLAGENS E PROJEÇÕES III


        
                As projeções são mais complexas ainda, porque, além dos fatores causais pertinentes às camuflagens, elas contêm ainda uma outra matriz infelicitadora: a obsessão.
                O jogo das aparências entre os homens, mormente nesses dias de mídia exacerbada e desumana competitividade, faz com que a comparação patológica estabeleça complexos e síndromes sui generis no capítulo das doenças do afeto e do psiquismo. Elencando valores fictícios como a beleza perfeita, o status cultural e social, a felicidade pela posse e o sucesso no amor pelo sexo, a sociedade, desbaratada com o fenômeno da vaidade e da aparência, impõe que as pessoas se comparem sempre para cima e nunca para baixo, ou seja, deseja-se o que o outro tem de melhor – o que seria muito natural não fossem os sentimentos inferiores e os complexos que se formam a partir dessas confrontações. Na mira das comparações, não havendo a possibilidade de adquirir ou ser como o outro, estabelece-se frustrações e conflitos interiores que, não sendo bem administrados, podem raiar para neuroses múltiplas.
                Muitas vezes ocorre um processo de idealização no outro daquilo que não conseguimos êxito no relacionamento conjugal, profissional ou cultural, levando a sentimentos que são nomeados como velhas afinidades, quando, em verdade, estamos locupletando com o outro ou desejando intensamente sua participação em nossa vida para fruir com ele o que lhe pertence no terreno das conquistas, incensando a princípio uma amizade e, mais adiante, possivelmente, um relacionamento amoroso. É a realização no outro daquilo que gostaríamos de ser, um processo sutil que pode tornar-se dolorosa prisão de compensação e escravização afetiva, levando a uma coagulação dos sentimentos.
                Outra faceta mais conhecida das projeções é a dos defeitos, nas quais vemos nossas imperfeições mais marcantes e menos admitidas para nós na pessoa do outro.
                A valorização das próprias potencialidades, na medida em que são descobertas, é a receita para lidar com as projeções de modo proveitoso para o crescimento pessoal. Aprender a estabelecer comparações com o mundo subjetivo e real das criaturas, a essência do ser humano, o que de fato ele é, sua realidade profunda.
                Enquanto mantivermos sintonia com as carapaças sócio-humanas estaremos apenas vivendo na superficialidade das emoções, atraídos para realidades fugazes, quais crianças que tomam brinquedos umas das outras e logo os largam para novas investidas sem rumo e objetivo.
                Somente treinando e desenvolvendo a sensibilidade enobrecedora estaremos aptos a fazer comparações e projeções mais sadias, promotoras de paz e contentamento espiritual, fruto da resignação dinâmica, ativa.

(continua)

Do livro: MEREÇA SER FELIZ – Superando as ilusões do orgulho
Wanderley S. de Oliveira – Espírito Ermance Dufaux                 

Glitter Symbols - ImageChef.com

3 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Querida
Hoje falamos do mesmo Tema...
Só que pontos de vista distintos...
Vamos projetar!!!
Bjm de paz

" ESSÊNCIA ESTELAR MAYA " disse...

Denise querida,

Neste mundo consumista em que vivemos, as pessoas estão tão baratinadas, se perdendo em sua verdadeira essência e se tornando robotizadas, que não conseguem se encontrar, entrando em profundas paranóias e depressões.
Tudo isto é uma grande fuga por não conseguirem ser as pessoas que elas idealizam ser.
Vivem papéis que precisam interpretar cada vez mais para preencher os seus egos, e com isto o espírito fica cada vez mais vazio, e não consegue enxergar qual o motivo de sua real existência.

Um grande beijo em seu coração!!!

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida amiga
Hoje eu vim pensando um pouquinho em meu sonho
por favor clique no Link

http://www.mariaalicecerqueira.com/2011/08/prezado-amigo-leitor-e-seguidor-me.html

Muito obriga de coração

abraço amigo
atenciosamente Maria Alice