- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


sexta-feira, 30 de setembro de 2011

EXPIAÇÕES E PROVAÇÕES COMO INSTRUMENTO DE EVOLUÇÃO II

       
Expiação = tornar puro e sagrado. Trazer a pureza para fora, a pureza do Ser Essencial.
            Enquanto não buscarmos o Essencial, estaremos sofrendo, porque ficamos mergulhados nas sombras do ego, na ignorância, onde nos falta luz.
            O objetivo da expiação é nos convidar, através da dor, a retornar ao amor essencial. Ela é acompanhada de uma energia que compromete a liberdade.
            A expiação imobiliza a pessoa num determinado estado. Esta imobilização tem algumas propostas, dentre as quais podemos destacar, a preservação da própria criatura.
            Quanto aos inimigos desencarnados da pessoa em expiação, que sofreram a ação de sua crueldade no passado, independentemente do comportamento que ela esteja desempenhando nessa situação, vendo-a dessa forma, se sentem saciados, por verem seu sofrimento. Eles afrouxam os laços que os une. Por isso a expiação preserva a pessoa de seus perseguidores.
            Em segundo lugar, ela tem a função, pela dor que provoca na pessoa, que ela deseje o contrário.
            Isso é o que significa a reeducação pela dor. Ela reorganiza a criatura, porque afasta um pouco os que estão vinculados a ela, numa faixa inferior de conduta, e permite que a criatura venha a anelar estados mais plenos e satisfatórios, cumprindo um papel de servir de exemplo para os que estão ao seu lado, permitindo a reflexão sobre natureza da vida. Atende a todas as necessidades dos filhos de Deus, por isso Ele criou os mecanismos que permitem a dor.
            Por último, surge a necessidade da reparação, que acontecerá numa próxima oportunidade de vida, depois que a pessoa tiver se reeducado pela dor, porque durante o período de expiação, a sua liberdade de ação fica comprometida, impedindo-a de praticar os atos de amor necessários à reparação de suas faltas.
            A expiação tem finalidade reeducativa. Muitos, durante esse período, não se reeducam e precisam retomar os mecanismos expiatórios, tantas vezes quantas forem necessárias, até aprenderem a valorizar o amor, o bem, o bom e o belo. Após se reeducarem, novamente são conduzidos pela vida, aos mecanismos provacionais, onde estarão reparando, com atos de amor, o desamor praticado no passado.
            Por isso é que auto perdão é dar-se oportunidade de reparar, com amor, o desamor praticado.
            É claro que há exceções a esta regra e existem muitas pessoas que, mesmo passando por expiações, tem o ensejo de praticar o amor, iniciando desde já, a reparação pelo amor. Elas fazem com que as suas encarnações se tornem um misto de expiação e provas.

(continua)

Do livro: PSICOTERAPIA À LUZ DO EVANGELHO DE JESUS
            Alírio de Cerqueira Filho                                           

Glitter Symbols - ImageChef.com

2 comentários:

Orvalho do Céu disse...

Olá,querida
o amor é o ponto de partida de uma mente e coração sábios...
Bjm de paz e ótimo fim de semana

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Vamos evoluir em todos os níveis do nosso viver...
Bjm de paz e ótimo fim de semana