- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

A DOR NO SÉCULO XXI parte II


Como podemos conjeturar, a dor é um mecanismo de alerta. Dos mais eficientes... Com ou sem lesão, manifesta-se de início sobre o organismo, impondo reação imediata ao princípio espiritual do sofredor (homem ou animal), visando expurgá-la.
Livrar-se da dor é ato intrínseco dos seres viventes normais.
Supor que tal processo seja totalmente banido da face da Terra, remeter-nos-á a transcendentais conseqüências, emergindo a principal: o mundo deixando de ser de "provas e expiações", sendo promovido a "mundo de regeneração", no elevado dizer de Allan Kardec).
Em acontecendo tal promoção, seus habitantes serão mais felizes.
Quando isso ocorrerá?
No Terceiro Milênio, que já se avizinha?
Seria imprudente responder, mas pela Lei Divina do Progresso esse é o nosso futuro.
Hermínio C. Miranda, festejado escritor espírita, diz-nos:
"As dores resultam precisamente do nosso atrito com as ordenações cósmicas criadas para corrigir desvios, a fim de que o universo não reverta ao caos de onde saiu e, ao mesmo tempo, para que cada um encontre o seu caminho na longa peregrinação de volta a Deus.
Com cerca de dois milênios de genuína prática cristã - leia-se comportamento adequado -, não teríamos conjurado de todo as dores do momento que vivemos, mas, pelo menos, estaríamos preparados para elas, cientes e conscientes de suas razões e de suas motivações corretivas.
Possamos gravar bem à vista, nos escaninhos da memória, que a dor costuma marcar o momento primeiro no qual a libertação começa a alvorecer, desde que tenhamos aprendido a lição, às vezes dura, que ela nos ministra.
Para que este conceito se implante, contudo, e lance suas raízes e suscite, em nossa intimidade, urgentes mudanças de postura e de ação, impõe-se a premissa de que somos seres imortais, reencarnantes e responsáveis, programados, desde as desconhecidas origens, para a felicidade total e a paz definitiva."
Quanto à Medicina descobrir meios para banir a dor, isso é maravilhoso.
Cumpre apenas ponderar quantos sofredores terão condições de usufruir dessa benesse, já que, atualmente, muitos outros progressos científicos estão a "milhas de distância" de grande parte das pessoas e até mesmo de países, por questões financeiras ou políticas.
Somente com a implantação do Reino de Deus, que é o do Amor, a Humanidade terá a dor como lembrança e como angelical motivação para auxílio nos mundos onde ainda exista.

AS MÃES DE CHICO XAVIER
Saulo Gomes (organizador)

x_3c9af6bf

Um comentário:

Mari Rehermann disse...

Maravilhoso, Denise! Acredito nessas palavras, e penso que a dor é um sinal de que ainda não aprendemos a lição!! Estamos nos preparando para um mundo diferente...

Tenha um semana encantadora!!
Beijos de Luz!!♥