- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -
PODEM NOS TIRAR AS FLORES, MAS NUNCA A PRIMAVERA.

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


domingo, 14 de outubro de 2012

A DOR NO SÉCULO XXI


A Medicina, desde seus primórdios, vem buscando formas de combater a dor, mal que afeta a todos os seres vivos. Apenas para citarmos um exemplo: a humanidade sofre de cerca de cem tipos diferentes de dor de cabeça, segundo classificação feita em 1988 pela "Sociedade Internacional de Cefaléia". Foram encontradas múmias com trepanação craniana (perfuração cirúrgica), indicando que a dor de cabeça é velha companheira do homem.
Analgésicos e incontáveis terapias da atualidade certamente serão modificados no decorrer do século. Concentram-se hoje os cientistas em trabalhar nos chamados "portões da dor": um na medula espinhal e outro nas terminações nervosas específicas, na periferia do trauma (ou da injúria), que desencadeiam a dor. A idéia é fechar tais  "portões", copiando a natureza, com a administração de drogas, semelhantes à endorfina (produzida pelo sistema nervoso central). A endorfina é um tipo de morfina fabricada pelo corpo.
Parte desse processo já vem sendo empregada nas cirurgias, sendo previamente administrados anestésicos locais no ponto do machucado, além dos gerais. Com isso, as mensagens da dor, na hora e após a cirurgia, são bloqueadas e a recuperação do paciente é sensivelmente menos dolorosa.
Para casos extremos a Medicina já realiza as chamadas "cirurgias analgésicas", que interrompem o fluxo dos sinais de dor, seccionando partes das vias que os conduzem.
Feitas as considerações acima, cabe questionar quanto aos progressos da Medicina que sinalizam a supressão total da dor num futuro breve:

Fato 1 - Presença da dor
a dor acompanha todos os seres vivos, desde sua criação;
a dor é sempre subjetiva (cada indivíduo aplica a palavra segundo experiências relacionadas a machucados no início da vida);
a dor ocorre também por razões psicológicas, ausentes quaisquer ferimentos ou lesões;
a dor provoca reações com alguma semelhança, principalmente entre homens e animais.

Fato 2 - Ausência da dor
sem dor, o sistema de vida neste mundo será infinita mente melhor que o atual;
devem ser excluídos do item anterior os casos em que a ausência da dor se deve a alguma morbidez, tal como a hanseníase (hansenianos têm graves traumas, pois a insensibilidade não promove cuidados ou defesas em casos de ferimentos).

Fato 3- Fundamento espiritual da dor
necessariamente, a evolução espiritual distancia o indivíduo da dor;
a dor é um processo de despertamento que age em potencial: só se apresenta quando alguma coisa está errada - tanto espiritual, quanto materialmente se falando;
não fosse a dor, todos os que agissem erradamente, muitas vezes com crueldade, jamais retificariam tão infeliz trajetória: o mal, neles, se perpetuaria;
pelo princípio da compulsoriedade os Mensageiros Celestiais, norteados pela Justiça Divina, freiam o mau comportamento do réprobo que, em conseqüência, sofre alguma doença ou incapacidade, dolorosas e inibitórias - desde a existência presente ou em vidas futuras.

(continua)

AS MÃES DE CHICO XAVIER
Saulo Gomes (organizador)
x_3c9af6bf

Nenhum comentário: