- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


terça-feira, 2 de outubro de 2012

AS LEIS NATURAIS - O Repouso


Nossos amigos espirituais nos esclarecem que o repouso é uma lei da natureza, sendo uma necessidade para todo aquele que trabalha, e mais: que oprimir alguém com trabalho excessivo é uma das piores ações, constituindo-se , mesmo, grave transgressão do Código Divino.
                A Lei de Deus recomenda que após sis dias de trabalho, dedicados ao provimento do indispensável ao nosso bem-estar corporal, reservemos pelo menos um dia para o repouso, consagrando-o ao cultivo dos valores espirituais e que neste dia, concedam o merecido descanso igualmente ao elemento servil, inclusive aos animais, porquanto todos precisam de repouso para o refazimento de suas energias.
                Isto, aliás, era o máximo que, naquela época, podia obter-se de homens embrutecidos e materializados cujos ideais se concentravam unicamente na conquista de bens terrenos e que, para consegui-los, não hesitavam em sobrecarregar familiares, servos e animais, obrigando-os a penosas jornadas de trabalho, de sol a sol, nos 365 dias do ano.  
Por incrível que pareça, muitos homens, em pleno século XX, dominados pela ambição, continuam a impor-se tal regime (estendendo-o a outrem, sempre que lhes permitam dar largas ao seu poder de mando), e ainda se jactam disso, como se fossem heróis dignos dos maiores aplausos, quando, ao revés, só merecem lástima.
Sim, porque hoje que a vida urbana se caracteriza por uma agitação contínua, exigindo-nos um gasto excessivo de energias físicas e mentais, a necessidade que todos temos de repousar periodicamente tornou-se maior, e, daí, o estar-se generalizando a chamada semana inglesa, com cinco dias de trabalho e dois de descanso, além das férias anuais, que há alguns decênios já se constitui um direito universal.
Trabalhemos, pois, até o limite de nossas forças, já que o trabalho é uma bênção; cuidemos, porém, de evitar a exaustão e a estafa, antes que esses males nos conduzam à neurastenia ou ao esgotamento nervoso.

Do Livro: As Leis Morais – Rodolfo Calligaris
x_3c9af6bf

Um comentário:

Verinha disse...

PASSEI PARA TE DESEJAR UMA ÓTIMA NOITE.MUITA PAZ.BJS