- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

- * - * - * - * - * - * - * - * - * - * -

CONHEÇA O ESPIRITISMO - blog de divulgação da doutrina espírita


segunda-feira, 1 de outubro de 2012

AS LEIS NATURAIS - Limite do Trabalho


O limite do trabalho é o das forças. Fonte de equilíbrio físico e moral, o trabalho deve ser exercido por tanto tempo quanto nos mantenhamos válidos.
                Nações existem, inclusive o Brasil, onde se considera uma conquista social a promulgação de leis previdenciárias.
                A natureza exige o emprego de nossas energias e aqueles que se aposentam, sentindo-se ainda em pleno gozo de suas forças físicas e mentais, depressa caem no fastio, tornando-se desassossegados, irritadiços ou hipocondríacos.
                Alguns tentam eliminar o vazio de suas horas em viagens; outros, em diversões; quase todos, porém, se cansam de uma coisa e outra, entregando-se, por fim, ao alcoolismo, à jogatina e a outros vícios que lhes arruínam, de vez, tanto a saúde como a paz íntima.
                Abalizados psiquiatras e psicanalistas afirmam, com exato conhecimento de causa, que todos os seres humanos precisam encontrar alguma coisa que possam fazer, pois ninguém consegue ser feliz sem que se sinta útil ou necessário a alguém.
                Se formos homens de negócios, ao invés de os interrompermos bruscamente, convém que, ao atingirmos certa idade, diminuamos o ritmo de nossas ocupações ou o peso de nossas responsabilidades, repartindo-as gradativamente com nossos auxiliares ou com aqueles que devam suceder-nos, adquirindo, ao mesmo tempo, algum outro interesse que mantenha ocupado o nosso intelecto.
                Se assalariados, que encontremos, ao aposentar-nos, uma ocupação leve, porém proveitosa, com que preencher saudavelmente nossa vida.
                Condenar-nos à completa ociosidade é a pior coisa que pode acontecer a alguém.

Do Livro: As Leis Morais – Rodolfo Calligaris
x_3c9af6bf

Um comentário:

Mari Rehermann disse...

É maravilhoso nos sentirmos úteis! o trabalho nos enobrece, nos sustenta e nos ajuda a manter a mente ocupada, longe da preguiça e da inércia! Belíssimo texto!!

Tenha uma ótima semana, Denise querida!!
Beijinhos!!♥